Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !







SINDICATO RURAL DE LUIS EDUARDO OFERECE CURSO DE CLASSIFICAÇÃO DE GRÃOS

Publicado em: 25/2/2013

Cátia Andreia Dörr

Vinte e um profissionais agrícolas, entre técnicos, engenheiros agrônomos e produtores rurais, participaram nesta última semana, de 19 a 22 de fevereiro, do curso de classificação de grãos (soja e milho) oferecido pelo Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães.

Na pauta, aulas teóricas com orientações quanto amostragens, determinação de umidade e temperatura, incluindo equipamentos necessários e o manuseio para a correta obtenção dessas amostras, assim como, legislação vigente que estabelece o regulamento técnico e o padrão oficial para classificação de grãos (milho e soja), conforme o Ministério da Agricultura (Mapa). Na prática, o quarteamento das amostras, identificação dos defeitos, cálculos das porcentagens, limites de tolerância aceita em cada defeito e enquadramento em tipo, ou seja, a qualidade do produto.

Segundo a engenheira agrônoma, classificadora oficial do Mapa para os produtos de soja, milho, trigo e sorgo e instrutora do curso, Irineia Andreiza de Miranda Casarini, o entendimento da legislação e conhecimento dos regulamentos técnicos dos produtos (soja e milho), assim como, a aplicabilidade correta (baseada nas Instruções Normativas) para a classificação de grãos, são pontos de extrema importância para a qualificação dos profissionais e na comercialização de grãos.

Quando o assunto é, problemas enfrentados nas propriedades quanto a classificação de grãos, Casarini afirma que muitos estão direcionados a venda do produto, principalmente na desvalorização dos grãos durante a classificação pelas empresas compradoras. “As empresas que compram esse produto não utilizam os equipamentos corretos como os quarteadores para preparação das amostras e não aceitam questionamentos do produtor quanto à medição da umidade do produto”, explica Irineia, reafirmando a importância do curso.

O curso de classificação de grãos de soja e milho ministrado na sede do Sindicato Rural não habilita os participantes como classificadores oficiais do Ministério da Agricultura. Para ser um classificador oficial é necessária a formação em técnico agrícola ou engenheiro agrônomo e participação em cursos de formação autorizados somente pelo Mapa e ministrados por instrutores credenciados ao Ministério.

Fonte:Jornal Nova Fronteira220130225070022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*