Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

POLICIA FEDERAL PRENDE MAIS DOIS CANDIDATOS ACUSADOS DE FRAUDAR O EXAME DO ENEM

Publicado em: 14/11/2014
Polícia Federal prende dois candidatos do Enem suspeitos de fraudar exame

Foto: TV Verdes Mares
Dois candidatos do Enem 2014 foram presos pela Polícia Federal (PF) pela Operação Apollo, deflagrada nesta sexta-feira (14) que investiga uma quadrilha acusada de fraudar o exame. Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e nova de busca e apreensão no Ceará, Paraíba e Piauí. Mais duas pessoas foram presas em flagrantes no último sábado (6), na cidade de Juazeiro do Norte (CE). A investigação começou há 13 meses. “Agora é para identificar todos os possíveis beneficiários do esquema criminoso, responsável por fraudes ao Enem 2013 e 2014”, informou a PF. Os presos foram indiciados pela prática dos crimes de fraudes em certames públicos e organização criminosa. Alunos do Ceará admitiram ao site G1 saber antecipadamente o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 por meio de vazamento. Assim como o denunciado por pré-vestibulandos do Piaui, eles receberam mensagens pelo celular com o tema da prova, “Publicidade Infantil no Brasil”, antes da realização dos exames. Um estudante de 20 anos, em Fortaleza, disse que chegou ao celular dele às 11h50 uma mensagem com uma imagem que mostrava o tema da redação na folha de prova. “Antes de chegar à prova, uma hora e dez minutos antes eu recebi uma mensagem de um colega de Campina Grande. Se a mensagem chegou de outro estado, de São Paulo, então, ela deve ter se espalhado em vários estados ainda antes da prova”, afirmou. Não sei se vou entrar com alguma representação na Justiça, vou conversar com meus pais e com a direção”, afirmou ao site. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, informou em nota que “não existe qualquer indício” de que o tema tenha vazado, mas reforçou que a denúncia será apurada “com rigor”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*