Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









NELSON LEAL VOLTA A CRITICAR PENALIZAÇÃO CONTRA O TRABALHADOR RURAL EM IRECÊ

Publicado em: 06/5/2019

Foto: Divulgação

Nelson Leal

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Nelson Leal, visitou ontem (04) o distrito de Soares, em América Dourada, região de Irecê, e voltou a defender que o trabalhador rural não seja prejudicado pela Reforma da Previdência, encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso Nacional. “Estamos em uma região com forte vocação agrícola e uma das principais produtoras de cebola do país. Somente João Dourado, América Dourada e Cafarnaum produzem, por ano, mais 35 mil toneladas, ajudando a transformar a Bahia no segundo maior produtor brasileiro de cebola. Mas a colheita ainda é manual, realizada pelo trabalhador rural. Não é justo que o povo da roça seja penalizado pela Reforma da Previdência”, diz o chefe do Legislativo baiano. Nelson Leal diz alega que o trabalhador rural, diferente do trabalhador urbano, não tem uma jornada de trabalho definida. “O trabalhador da roça começa a mourejar por volta de 5h e só para às 17h, sob o Sol inclemente desta região da Bahia. Pela proposta do Governo, a idade mínima para pedir aposentadoria rural sobe de 55 para 60 anos para as mulheres, e o pequeno produtor, no regime familiar, terá de contribuir com 20 anos, no mínimo, para conseguir a aposentadoria, não podendo se aposentar mais por idade. Além de injusto e desumano, vai onerar os custos da produção agrícola”, critica o deputado pepista. Para o presidente da ALBA, o envelhecimento no campo é mais célere do que na cidade, além do que a mulher enfrenta uma dupla jornada de trabalho com a manutenção da casa e criação de filhos. “A trabalhadora rural muitas vezes é quem sustenta a família em um labor duríssimo, cheio de sacrifícios. Comparando com a trabalhadora dos centros urbanos, a mulher do campo é muito mais penalizada. Acabar com a aposentadoria por idade é crueldade”, diz Leal, lembrando que a aposentadoria rural somada com o benefício da prestação continuada injetam mais dinheiro na economia de 313 municípios baianos do que o Fundo de Participação dos Municípios. Além de Soares, distrito de América Dourada, Nelson Leal, ao lado de sua esposa Danda, manteve encontros com lideranças políticas em Ibititá, Lapão e Irecê. Amanhã, domingo, ele estará em Anguera, na região de Feira de Santana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*