Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Formosa do Rio Preto: Sistematização dos serviços garante água para centenas de famílias

Publicado em: 03/2/2017

Alguns motores de poços artesianos tem abrigos improvisados e completamente inadequado (1) Alguns motores de poços artesianos tem abrigos improvisados e completamente inadequado (2) Casas dos poços artesianos necessitam de reparos secretario de agricultura Eronides Batalha

A Secretaria Municipal de Agricultura, Combate à Seca e Estiagem de Formosa do Rio Preto tem entre as suas prioridades assegurar que as comunidades rurais tenham um fornecimento de água contínuo e sem grandes interrupções. Para manter esse serviço em dia, o secretário da pasta, Eronides Batalha, investe na organização e melhoria das operações realizadas.

“É uma questão de bom senso e de visão administrativa. Nós encontramos, quando entramos no governo dos 70 dias do Gerson Bonfantti, uma total falta de metodologia de trabalho. As demandas se acumulavam, as respostas demoravam e não se fazia os registros dos atendimentos”, comenta Batalha. Agora, na gestão do prefeito Dr. Termosires Neto, a sistematização das ações da Secretaria de Agricultura se intensifica.

Uma nova roupagem para as casinhas dos poços artesianos está sendo avaliada. Com a previsão de construção de cercas, pintura das paredes e identificação de cada um deles com placas com o número do poço, localidade, profundidade, vazão de água, tipo de bomba e voltagem. Também haverá a divulgação de um número de telefone para eventuais denúncias ou informação sobre problemas.

A reforma deverá ocorrer nas casas dos 60 poços artesianos que estão ativos, de um total de 68 existentes no município. Os oito poços desativados já receberam visita técnica e foi realizado o orçamento dos custos para reativá-los. Além da limpeza daqueles que estão funcionando, adotou-se o controle das demandas através de planilhas, com atendimento quase instantâneo das mesmas.

Em média, atualmente, leva-se um dia para reparar os problemas em bombas ou motores dos poços artesianos, enquanto que anteriormente este prazo chegava a ultrapassar oito dias. Há também 70 caixas d’água para serem limpas e pintadas.

A pasta possui 12 servidores, uma equipe enxuta e que comprova que a vontade de prestar serviço de qualidade à população faz toda a diferença. “Quando assumimos a secretaria, eram 45 funcionários e ainda identificamos que havia entre eles, ao menos, oito fantasmas”, relata o secretário de Agricultura, enfatizando que “mesmo com um número menor de servidores e com a carência de veículos, nós adotamos uma metodologia que aumenta a eficiência dos serviços”, diz Eronides Batalha.

O município também mantém oito bombas de captação de água do Rio Preto que atende as localidades de Associação Formosa, Araçás, Novo Horizonte, Barreiro Preto, Arroz, Projeto, Progresso, Sucuriu e Olho d’Água.  Disponibiliza, ainda, dois funcionários para a estação de tratamento do sistema de abastecimento de água da comunidade de Arroz, que beneficia 330 famílias.  Foram distribuídos 228 caminhões de água em 25 dias e realizados 34 atendimentos de manutenção de bombas neste mesmo período do início da gestão.

Ações previstas

Já está preparada e aguardando processo licitatório uma lista com 200 itens para aquisição de equipamentos e insumos para os trabalhos da Secretaria Municipal de Agricultura, Combate à Seca e Estiagem. É sabido também que a pasta necessita de um caminhão F-4000, de uma caminhonete, de um carro popular e de duas motos.

O secretário Eronides Batalha planeja fazer o levantamento dos pequenos agricultores do município, através da ficha cadastral do agricultor familiar, a partir deste mês. Outro projeto é o Programa de Vacinação Assistida ao Pequeno Pecuarista, que contemplará 1400 famílias de micro e pequenos pecuaristas com vacinas contra a febre aftosa, a raiva bovina e a brucelose. “Queremos investir na melhoria da qualidade do rebanho do município e disponibilizar assistência técnica para os pequenos agropecuaristas”, adianta Batalha.

Planeja-se, inclusive, a aração de solo, a distribuição de calcário, adubo, sementes de milho e o suporte da equipe de agrônomos e técnicos aos pequenos produtores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*