Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









ELEIÇÕES 2014-AUMENTAM CHANCES DE LÍDICE SAIR CANDIDATA AO GOVERNO PELO PSB

Publicado em: 28/9/2013

l
PSB filia quadros e quer chapa forte

A decisão do PSB nacional de entregar os cargos que ocupa no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e a sequencia de posicionamentos envolvendo a sigla nos últimos dias animaram os partidários, durante o ato de filiação dos pré-candidatos a deputado federal e estadual realizado ontem, no Hotel Portobello, em Salvador, a fortalecerem a pré-candidatura da senadora Lídice da Mata ao governo.

Segundo a Tribuna da Bahia, esse foi o tom emitido pelos novos socialistas que elevaram o nome de Lídice ao Executivo baiano e do governador de Pernambuco ao Palácio do Planalto, dando o sinal de que a frente governista deve estar dividida no primeiro turno das eleições do ano que vem. Eles ressaltaram a possibilidade de que o PSB saia sem os aliados que compõem a base atual.

Apesar de mais uma vez demonstrar comedimento, ao dizer que não será oposição ao governador Jaques Wagner (PT), a senadora retribuiu de forma positiva a convocação dos correligionários. Ela apenas ponderou que sua candidatura não significará rompimento com o governo Wagner. “Seria uma incoerência muito grande participarmos desse processo e agora apresentarmos uma postura contrária ao modelo de governo que está aí”, frisou.

Durante o ato, Lídice disse que existem várias desafios para o partido em 2014 e abriu brecha de que pode sair sem compor com outros partidos. “(Um deles) é ter uma chapa que nos permita concorrer sozinhos ou com aliados e nos possibilite montar nossa bancada na Assembleia e na Câmara Federal”. Ela festejou a chegada dos novos integrantes. “Durante muitos anos, nós paqueramos essa possibilidade, mas o tempo passou e agora os cabelos brancos o convenceram”, disse se referindo ao ex-filiado do PT, o ex-prefeito de Juazeiro, Joseph Bandeira.

Bandeira, que durante o ano passado viveu longos episódios de desavenças com a executiva estadual do PT, ao não conseguir concorrer pela sigla à prefeitura do município, teve o aval direto de Campos, que é presidente nacional do partido. O ex-petista endossou o argumento de postulação de Lídice e Campos. “Conheço Eduardo desde menino e estou certo que hoje ele representa o modelo de renovação que eu acredito. O Brasil precisa de Eduardo na presidência e Lídice no governo, e foi isso que me levou a ingressar no PSB”, enfatizou. Com informações da Tribuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*