Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Eleição em Formosa do Rio Preto deverá ter três nomes; Bira leva vantagem

Publicado em: 12/8/2019

 

Formosa do Rio Preto poderá ter em 2020 uma das disputas eleitorais mais acirradas da região Oeste. Tudo indica que três nomes devem se enfrentar pelo comando da prefeitura do município: Bira Lisboa, Gerson Bonfanti e Neo Araújo. O atual gestor da cidade, Termosires Neto, que tem direito à reeleição, não será candidato.

O quadro, com três candidaturas, é o mesmo de 2012, quando o prefeito há época, Neo, conseguiu eleger o sucessor, o seu sobrinho Jabes Júnior, tendo Gérson como candidato a vice-prefeito. Jabes e Gérson obtiveram 5.150 votos. Em segunda lugar, Bira alcançou 4.899 votos. Termosires ficou em terceiro, com 3.578 votos.

Em 2012, quando Neo completava 8 anos a frente do município, segundo várias pesquisas de opinião, seu governo tinha aproximadamente 50% de aprovação popular. Resultado: Jabes alcançou cerca de 40% dos votos válidos.

Com uma rejeição que beirava a casa de 60%, em 2016 Jabes Junior perdia a eleição. Apesar de problemas administrativos, políticos e judiciais, Júnior obteve, agora sem Gérson, 6.148 votos, precisamente 998 a mais do que em 2012.

Em 2016, numa grande aliança, Termosires, Bira e Gérson decidiram caminhar juntos. A união dos três resultou na vitória acachapante de Termosires, com Verônica Lisboa, esposa de Bira, candidata a vice-prefeita. Termosires Neto alcançou 8.897 votos, apenas 420 votos a mais do que ele e Bira obtiveram em 2012, agora tendo Gérson como cabo eleitoral.

Como se vê, as eleições de 2020 em Formosa do Rio Preto tende a ser uma repetição das últimas três; com a participação dos mesmos atores. Porém, a novidade será a união de dois elementos que têm sido decisivos nas últimas 4 eleições: a máquina administrativa como fator aglutinante e a liderança política de Bira Lisboa.

Diferente de Gerson Bonfanti, que nunca foi testado nas urnas, Bira e Neo já disputaram 3 eleições. Neo foi 2 vezes prefeito e Bira perdeu 1 disputa. Portanto, se é regra que “time que não joga não tem torcida”, Gérson já perdeu o campeonato.

Neo, que teve Bira como aliado em suas duas vitórias, apesar de viver há 7 anos longe de Formosa do Rio Preto, tem ainda pelo menos 35% dos votos da cidade. Atualmente o ex-prefeito briga na Justiça para ter seus direitos políticos garantidos, o que pode impedi-lo de concorrer ao cargo novamente.

Já Bira, que venceu 3 das 4 últimas eleições em que esteve envolvido, provou em duas oportunidades ter capital político próprio. Na primeira, em 2012, reuniu mais de 35% dos votos válidos em torno de sua candidatura. Na última, em 2016, conduziu os seus eleitores para o palanque de Termosires. Como cabo eleitoral, o advogado nunca perdeu, vencendo com Neo e Termosires.

Agora, nas próximas eleições de 2020, Bira terá como aliados o seu capital eleitoral, construído em 20 anos de militância política; o apoio e incentivo do prefeito Termosires Neto, que faz uma gestão que tem aproximadamente 50% de aprovação popular; e a retaguarda de um verdadeiro batalhão de apoiadores que fazem a máquina pública municipal funcionar.

 

Fernando Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*