Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

DELAÇÃO ABRIU PORTAS PARA INVESTIGAÇÃO DE ESQUEMA NO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

Publicado em: 14/8/2015

por Luiz Fernando Teixeira

Delação abriu portas para investigação de esquema no Ministério do Planejamento

Delegado da PF Márcio Anselmo | Foto: Reprodução / G1
A Operação Pixuleco II, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (13), teve como alvo de busca quatro escritórios de advocacia, além de outras empresas que recebiam R$ 52 milhões em contratos de créditos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento sem prestar serviços. De acordo com o delegado da Polícia Federal Márcio Adriano Anselmo, foram encontrados repasses a um ex-secretário do Ministério do Planejamento. Alexandre Romano, ex-vereador do PT em Americana (SP), foi preso acusado de ser o operador de propinas que antecedeu o lobista Milton Pascowitch, delator da Lava Jato. O depoimento de Pascowitch foi utilizado como base para prender o ex-ministro José Dirceu e resultou no desdobramento da 17ª fase da Operação Lava Jato por envolverem o Ministério do Planejamento. Desde a última fase, havia suspeitas de desvios milionários efetuados por empresas do Grupo Consist Software nesses contratos. De acordo com as investigações, a Consist foi escolhida, em um acordo de cooperação firmado entre o ministério e entidades da área, para gerir o software que faz pagamentos consignados de servidores federais. Os pagamentos foram registrados de meados de 2010 até agosto de 2015, período em que o posto de titular da pasta foi ocupado por Paulo Bernardo, Miriam Belchior e Nelson Barbosa. Porém, não há relação com os ministros comprovada até o momento, mas foram identificados pagamentos para a viúva de um então secretário de Recursos Humanos do Ministério. Mais de 20% deste valor foi repassado, entre os anos de 2011 e 2014, à empresa de Jamp Engenheiros, do operador Milton Pascowitch, e posteriormente destinados a João Vaccari Neto, que então ocupava o cargo de tesoureiro do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*