Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



BROTAS DE MACAÚBAS: PREFEITURA ANTECIPA 13o SALÁRIO

Publicado em: 12/12/2014

 

10678838_364187717039196_8208983314240400795_n

Enquanto a maioria dos municípios da Bahia e do Brasil está com dificuldade para pagar o 13º salário dos servidores municipais – muitos dos quais tendo que promover demissões em massa – a Prefeitura de Brotas de Macaúbas vai antecipar o pagamento do 13º integral a todo funcionalismo. A folha será encaminhada ao banco nesta sexta-feira, dia 12, e o dinheiro vai estar na conta a partir deste sábado.
A informação é da secretária de Finanças, Ione Fernandes, para quem a decisão da prefeita Cristina é fruto de um trabalho criterioso para cumprir esse compromisso previsto em lei de modo a que todos os servidores municipais tenham um Natal mais tranquilo, mesmo com a Prefeitura passando por dificuldades como é o caso da maioria dos municípios da Bahia e do Brasil.

UPB CONFIRMA DIFICULDADES
Com a corda no pescoço em razão da frustração dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) pelo governo federal, boa parte dos prefeitos baianos está demitindo funcionários para economizar alguns milhares de reais e pagar o 13º salário e honrar dívidas com fornecedores. Muitos prefeitos, inclusive, admitiram as demissões.
A União dos Municípios da Bahia (UPB) estima que 50% dos municípios estejam cortando gastos demitindo pessoal. No orçamento da União a previsão do FPM para a Bahia em 2010 era de R$ 4,984 bilhões para os 417 municípios, mas a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) acredita que o Estado feche o ano com ­5,7% desse valor, perda estimada em aproximadamente R$ 282,5 milhões muito para um Estado no qual a maioria dos municípios depende dos repasses federais em razão de receita própria irrisória.

ARRECADAÇÃO MENOR
A diminuição da arrecadação dos impostos que compõem o FPM, sobretudo Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto de Renda (IR), levou o governo a reestimar cinco vezes o montante do repasse para os mais de 5,5 mil municípios brasileiros. Na última previsão a diferença era de menos R$ 8,6 bilhões.

A VOZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*