Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !















Após discurso nazista, Rodrigo Maia pede demissão de secretário da Cultura

Publicado em: 17/1/2020
Após discurso nazista, Rodrigo Maia pede demissão de secretário da Cultura

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Após o secretário Roberto Alvim fazer um pronunciamento no qual utiliza estética e discurso nazista (clique aqui e saiba mais), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) pediu o afastamento do titular da Secretaria Especial da Cultura do governo federal.

“O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo”, escreveu Maia em suas redes sociais, junto a uma matéria sobre o discurso de Alvim.

 

O presidente da Câmara não foi o único a expressar repúdio pelas declarações do secretário. No meio político, as críticas vieram de vários espectros, de esquerda à direita liberal, com manifestações de siglas como Psol, movimento Livres, Novo e PSDB, além de Lula (PT).

 

PSOL 50

@psol50

Na Alemanha, Roberto Alvim estaria preso. Aqui, é secretário da cultura de Bolsonaro.

Usar retórica nazista e discurso de Goebbels pode parecer patético, mas na verdade é perigoso e violento. Não normalizemos os absurdos dessa escória que hoje governa o Brasil.

260 pessoas estão falando sobre isso

LIVRES@EuSouLivres

Roberto Alvim precisa ser demitido hoje.

Parafrasear ministro nazista em ato oficial de governo é abominável, ultrajante e envergonha a todos os brasileiros.

Não há outra possibilidade.

512 pessoas estão falando sobre isso

PSDB

@PSDBoficial

Como brasileiro, fruto de um dos povos mais miscigenados do mundo, pode pagar de nazista?

O governo Bolsonaro tem duas opções:
1) Demitir o secretário Alvim
2) Ficar com o rótulo de nazista.https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2020/01/em-video-alvim-cita-goebbels-e-provoca-onda-de-repudio-nas-redes-sociais.shtml 

Em vídeo, Alvim parafraseia Goebbels e provoca onda de repúdio nas redes sociais – 17/01/2020 -…

Frase, estética e trilha sonora usadas no pronunciamento levam internautas a comparar divulgação com propaganda nazista

folha.uol.com.br

34 pessoas estão falando sobre isso

O presidente da Câmara não foi o único a expressar repúdio pelas declarações do secretário. No meio político, as críticas vieram de vários espectros, de esquerda à direita liberal.

 

Lula

@LulaOficial

Cultura é vida, não morte. Veja a diferença do discurso de Lula sobre cultura, feito no Rio de Janeiro em dezembro. https://revistaforum.com.br/politica/video-lula-diz-que-como-na-alemanha-nazista-bolsonaro-quer-destruir-o-brasil-comecando-pela-cultura/ 

Vídeo: Lula diz que, “como na Alemanha nazista”, Bolsonaro quer destruir o Brasil começando pela…

“Cultura é vida, e o atual governo vive de promover a morte. Cultura é libertação, e o Bolsonaro é contra todas as formas de liberdade, inclusive de pensamento e de expressão”, disse Lula em ato com…

revistaforum.com.br

706 pessoas estão falando sobre isso

 

Marcel van Hattem

@marcelvanhattem

Fala de Roberto Alvim é absurda, nauseante: o Estado não define o que é e o que não é cultura! Já um governo define quem dele faz e quem dele não faz parte. Quem recita Goebbels e faz pronunciamento totalitário não pode servir a governo nenhum no Brasil e deve ser demitido. Já!

848 pessoas estão falando sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*