Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









SERVIDORES DE LUIS EDUARDO ESTÃO EM”ESTADO DE ALERTA PARA GREVE”

Publicado em: 01/8/2013

Dezenas de Servidores Públicos Municipais de Luís Eduardo Magalhães – BA, estiveram presentes hoje (31), por volta das 18h:30min, para Assembleia Geral que aconteceu no Sindicato Rural.

O Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Luís Eduardo Magalhães (SINSERLEM), Alcides, deu inicio a assembleia, falando da falta de dialogo com o poder executivo. Segundo ele, desde o inicio de Junho, solicita reuniões através de oficio com o chefe do executivo, mais sem sucesso.

Ele ainda faz fortes criticas em afirmar que muitos oficios enviados e protocolados nos setores estão sumindo. Tendo estes setores por descuidos que solicitarem a 2ª via.

“Muitas reivindicações que estamos trazendo hoje para vocês, foram prometidas pelo Prefeito em um fórum de debates, realizado aqui neste espaço, mais infelizmente não foram cumpridas”.

Alcides, ainda chama atenção dos demais servidores que não estiveram presentes a se unirem ao SINDICATO, pois a união faz a força e a entidade só age se os servidores estiverem unidos pela mesma causa.

Rosângela: Falou de seu processo contra a Prefeitura Municipal, pois a mesma fez concurso para Controladora e está trabalhando como digitalizadora.

Maece Bispo, Fez o desabafo sobre a situação da Guarda Municipal, que já vinha fazendo horas extras a mais de 04 anos, e o mesmo foi cortado sem aviso prévio.
Muitas classes de trabalhadores presentes fizeram suas reivindicações ao SINDICATO, aonde foram respondidas pela mesa.

Entrou em debate os rumos a serem tomados pelos servidores, entre GREVE, PARALISAÇÃO OU JUSTIÇA. ficando aprovado por unanimidade, entrar com ações na justiça pelos direitos que não estão sendo pagos e ao mesmo tempo, ficar em estado de alerta de greve por 45 dias. Podendo o Sindicato fazer assembleias Extraordinárias a qualquer momento.

REIVINDICAÇÕES

1º- Supostos atos de perseguição, abuso de poder, assédio moral e mau atendimento ocorridos no Hospital e Maternidade Gileno de Sá, praticados pelo Diretor Técnico e Médico Plantonista contra alguns servidores lotados nessa unidade, bem como os usuários;

2º – Isonomia Salarial entre o Poder Executivo e Legislativo para a classe dos Motoristas – (Demanda não Atendida em Acordo Anterior);

3º – Problema Estrutural do Segundo Pavilhão do Centro Administrativo que apresenta condições inadequadas de trabalho, onde a temperatura do local é muito acima do suportável e permitido na Norma Regulamentadora nº 17 do Ministério do Trabalho e Emprego, comprometendo a saúde dos nossos servidores. (Demanda não atendida mesmo depois de várias reivindicações);

4º – Convocação dos Candidatos Aprovados no Último Concurso Público (001/2010) classificados dentro do número de vagas do edital 001/2010 e da Lei Municipal 568/2012;

5º – Novo Concurso Público para os cargos citados no Processo Licitatório -Pregão Presencial nº. 006/2013 – Processo Administrativo nº. 2013/1086, vagas que vêm sendo preenchidos por funcionários contratados;

6º – Isonomia Salarial entre os Poderes para o Cargo de Assistente Administrativo;

7º – Nomeação da comissão, com a participação do Sindicato para elaboração do novo Plano de Cargos e Salários dos Servidores Públicos (Demanda ainda não Atendida);

8º – Equiparação Salarial entre os Agentes Municipais de Trânsito e os Fiscais de Polícia Administrativa, por ocuparem a mesma Categoria Funcional;

9º- Pagamento da Gratificação por Responsabilidade Técnica e Gerenciamento para os Enfermeiros das Unidades de Saúde (Demanda não Atendida desde o Acordo Anterior);

10º – Nomeação da Comissão de Avaliação de Desempenho e Estágio Probatório. (Demanda não Atendida desde o Acordo Anterior);

11º – Certificado do Curso de Formação da Guarda Municipal realizado em 2012;
DSC05176

DSC05178

12º – Celeridade na Elaboração do Estatuto da Guarda Municipal;

13º – Reparação Salarial para a Classe da Guarda Municipal uma vez que houve corte brusco do serviço extraordinário sem aviso prévio, após quatro anos pagando continuamente;

14º – Auxílio Alimentação para todos os Servidores Públicos de acordo com a Lei 101/2002;

15º – Capacitação e aperfeiçoamento para todas as classes de servidores públicos;

16º – Auxílio Transporte para todos os Servidores Públicos que optarem por esse benefício de acordo com a Lei 101/2002;

17º – Escala de trabalho para a Guarda Municipal: 24 X 72 mediante acordo coletivo

por João Batista Site Bocão do Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*