Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

SÃO DESIDÉRIO: PSF ANTÔNIO PEREIRA DA ROCHA CONCLUI ATIVIDADES DA CAMPANHA DE HANSENÍASE, TRACOMA E VERMINOSES

Publicado em: 31/7/2014
Com o objetivo reduzir a carga parasitária de geohelmintos, bem como fazer o tratamento preventivo (profilático) de verminoses (geohelmintíases) e identificar casos suspeitos de hanseníase e tracoma a Vigilância Epidemiológica – VIEP em parceria com a Atenção Básica e secretaria municipal de Educação estão realizando os exames em todas as escolas da rede pública. A iniciativa integra às estratégias do Ministério da Saúde através da Campanha Nacional de Tratamento à Hanseníase, Tracoma e Verminoses.
As atividades da campanha no município foram iniciadas desde o dia 14 deste mês e seguem até o dia 25 de agosto e incluem mobilização e orientações aos professores e pais, subsidiadas por material didático, além da oferta da dose do antihelmíntico e do preenchimento de formulário do método espelho. O público alvo são estudantes de 05 a 14 anos e a meta é examinar 4.902 estudantes.

Toda a equipe da unidade de saúde familiar Antônio Pereira da Rocha concluiu as atividades nesta quarta-feira, 30, na Escola Municipal O Pequeno Príncipe, onde examinou os alunos e servidores da instituição. “Nossa unidade está passando por reformas, então aproveitamos para realizar este trabalho externo com agilidade, nós ficamos responsáveis por quatro escolas que fazem parte da área e hoje concluímos aqui”, disse a enfermeira responsável, Elisete Barbosa.
Ainda de acordo com Elisete, primeiramente foi feita uma distribuição dos formulários pedindo a autorização dos pais ou responsáveis pelos alunos, para que as crianças pudessem ser examinadas pelas equipes. “É importante que os pais compreendam como funciona a campanha e como ela pode contribuir para detectar e tratar estes problemas, a exemplo da hanseníase que os sintomas são silenciosos e por isso o diagnóstico exige métodos cuidadosos. No combate as verminoses, se não houver recusa dos pais, os estudantes estão aptos a receber dose única de Albendazol e para o tracoma é feito o exame direto nos olhos”, explicou.
Segundo a enfermeira da VIEP e examinadora da campanha, Roberta Dalmaso, a campanha já está em fase de conclusão e já teve 98% de cobertura das escolas de todo o município, faltando concluir no distrito de Sítio Grande e povoados circunvizinhos e a região de Ilha do Vítor. “Para o enfrentamento da hanseníase a estratégia é o uso de relatórios de autoimagem, os alunos vão levar os relatórios para casa com o desenho do corpo humano para marcar onde há manchas sugestivas para hanseníase e dependendo dessa mancha, o paciente será encaminhado para uma análise mais detalhada em uma unidade de saúde e se diagnosticada será feito o tratamento, e ainda haverá uma busca ativa na família para a realização dos exames. Lembrando que hanseníase é toda mancha que apresenta falta de sensibilidade’’, informou.
O que são estas doenças – A tracoma é uma doença crônica considerada endêmica no Brasil, caracterizada pela inflamação nos olhos e é transmitida por contato direto e indireto. Enquanto a hanseníase é marcada pela presença de machas no corpo que não apresentam sensibilidade. As verminoses são doenças causadas por vermes e apresentam sintomas como dores abdominais, vômitos, anemia e em casos mais graves pode comprometer a atividade cerebral.
Texto e fotos: Adinete Batista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*