Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

RIACHÃO DAS NEVES: PRODUÇÃO DE ALHO-SEMENTE DESPONTA NO MUNICIPIO

Publicado em: 14/11/2014

Alho 1

Fonte: O Expresso LEM

O resultado significativo da produção do alho-semente livre de vírus na Unidade Demonstrativa do Assentamento Rio Branco, no município de Riachão das Neves, no Oeste Baiano, tem atraído agricultores familiares da região para a exploração da cultura. Este ano, a produção esteve entre 5,5 a 12,5 mil toneladas por hectare, nas variedades BRS Hozam e Cateto Roxo, respectivamente, cultivados em uma área de 500 metros quadrados. A Unidade Demonstrativa conta com a assistência técnica da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA),vinculada a secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri) e da EMBRAPA-Hortaliças.

Em Riachão das Neves, o trabalho de assistência técnica, oferecida à produção de alho-semente livre de vírus, é inédito. O acompanhamento prestado pelos técnicos da EBDA/EMBRAPA, relacionados a tratos culturais e fitossanitários, apresenta bons resultados para a cultura. Segundo o proprietário do Assentamento Rio Branco, Miguel Souza Neto, o resultado favorável à cultura do alho vai garantir uma produção maior no próximo ano. “O acompanhamento e suporte técnico foram importantes para a boa colheita do alho-semente, isso vai permitir a produção, a partir de abril de 2015, em uma área de 4 mil metros quadrados”, estima.

Cultivar Cateto Roxo

O gerente regional da EBDA de Barreiras, Carlos Augusto Araújo, destaca o trabalho de conscientização e capacitação dos agricultores para a produção da cultura de forma orgânica. “Priorizamos desenvolver tecnologias agroecológicas adequadas à produção da cultura do alho, buscando a necessidade de prevenção da saúde do trabalhador assentado, além de disponibilizar um produto para comercialização livre de agroquímico”, declarou o gerente, acrescentando que a produção do alho cria perspectiva de emprego e renda na região.

Produtividade e perspectiva – A cultura do alho se adapta bem em algumas regiões do Brasil, tendo seu lugar de destaque dentre as hortaliças a nível nacional. Os estados de Goiás, Rio grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Bahia, são os principais produtores e respondem a 94% da produção brasileira.

Na região do Extremo Oeste Baiano, os município de Cristópolis e Cotegipe já investem na produção do alho. O clima favorável de Riachão das Neves possibilita a expansão da produção para outros municípios da região, onde agricultores já se mostraram interessados pela cultura. “Houve um despertar dos agricultores pela produção do alho. Em uma semana, já fomos procurados na EBDA por sete agricultores que gostariam de receber assistência técnica em suas áreas”, informou Carlos Araújo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*