Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

PREVISÕES DA ELEIÇÃO DE DEPUTADO ESTADUAL E FEDERAL- POR RICARDO CASTRO

Publicado em: 07/9/2014

Índice

A previsão geral é de que o chapão do governo elegerá 26 deputados contra 25 do chapão da oposição. Ainda no lado governista, a coligação PSB-PSL-PPL tem tudo pra eleger pelo menos cinco parlamentares e os chamados partidos pequenos que se coligaram outros 5 ou 6.

Claro que este cenário está sujeito a alterações nestes últimos dias em que se intensificam todas campanhas. A depender do desempenho na reta final dos candidatos tanto poderão ser eleitos candidatos da oposição quanto pela situação(governo).

O PSD tem tudo pra eleger a maior bancada com os seguintes candidatos: Rogério Andrade, Mirela Macedo, Alan Sanches, Angelo Coronel, Adolfo Viana, Ivana Bastos e Robério Oliveira.

No PT, Zé Neto, Rosemberg Pinto, Fátima Nunes, Jonas Paulo e Zé Raimundo. No PP, Carlos Robinho, Aderbal Caldas, Luiz Augusto e Eduardo Salles. No PDT, Marcelo Nilo, Roberto Carlos e Euclides Fernandes. No PR, Reinaldo Braga.

Disputam sete ou oito vagas, pelo PT, Paulo Rangel, Neusa Cadore, Maria Del Carmen, Luiza Maia e Joseildo Ramos, pelo PSD, Carlos Ubaldino, Temóteo Brito e Angela Sousa, além de Paulo Câmera e Vitor Bonfim (PDT) e Antônio Henrique Júnior (PP).

Na oposição, deverão ser eleitos 18 parlamentares, com o DEM formando a maior bancada: Sandro Régis, Fábio Souto, Targino Machado, Tom Araújo e Luciano Ribeiro. A seguir virá o PMDB, com Bruno Reis, Pedro Tavares, Leur Lomanto Junior e Luciano Simões Filho.

O PSDB deverá eleger Soldado Prisco, Augusto Castro e Adolfo Viana, pelo PRB ganharão José de Arimatéia e Sidelvan Nóbrega, pelo PTN, Carlos Geilson e Alex Lima, e pelo PSC, Heber Santana.

Competem pelas cinco vagas restantes Herzem Gusmão (PMDB), Anderson Muniz (PTN), Sargento Isidório (PSC), David Rios (PTN), Alan Castro (PROS), Tato Pereira (PSDB), Alex da Piatã (PMDB), Hildécio Meireles (PMDB), Vando (PSC) e Pablo Barrozo(DEM)

Nos pequenos partidos 8 candidatos estão na disputa, pois não há candidatura garantida, e são oito os principais nomes para as 5 ou 6 vagas: Jurandy Oliveira (PRP), Jânio Natal (PRP) e Cássio Cursino (PRP) João Rabelo (PTdoB), Marquinho Viana (PV), Uziel Bueno (PV), Lucas Bocão (PTC), Coronel Serpa (PTdoB) e Wank Medrado (PV)

 

Já em relação ao quadro de candidatos a deputado federal com maior possibilidade de serem eleitos em 2014.  Será o seguinte: Da coligação que apoia Rui Costa (PT), estariam quase que garantidos, Nelson Pelegrino, Jorge Solla, Luiz Caetano, Moema Gramacho, Josias Gomes, Valmir Assunção e Waldenor Pereira, todos do PT; Ronaldo Carletto, Mário Negromonte Jr. e Cacá Leão, do PP; Felix Medonça Jr. (PDT); Antonio Brito e Benito Gama (PTB); José Nunes (PSD); e João Bacelar (PR) e Jusmari Oliveira (PSD).  Na disputa para as quatro ou cinco vagas restantes estariam Robinson Almeida e Amauri Teixeira (PT); Roberto Brito (PP); José Rocha (PR); Alice Portugal (PCdoB); e José Carlos Araújo, Fernando Torres, Sergio Brito e Paulo Magalhães. Ainda aparecem Afonso Florence (PT), Geraldo Simões (PT), Davidson Magalhães (PCdoB) e Edson Pimenta (PSD).

Dentre os que apoiam Lídice da Mata (PSB), Bebeto, Domingos Leonelli e Capitão Tadeu, todos da sigla, brigariam por uma vaga. Caso atinjam o coeficiente mínimo, os candidatos de pequenos partidos na briga são Ivanilson Gomes (PV) e Joceval Rodrigues (PPS). Já na chapa que apoia Paulo Souto (DEM), se elegeriam Claudio Cajado, Paulo Azi, Elmar Nascimento e José Carlos Aleluia (DEM); Lúcio Vieira Lima (PMDB); João Gualberto, Antonio Imbassahy e Jutahy Magalhães Jr. (PSDB); Márcio Marinho (PRB); Maurício Trindade (PROS); Arthur Maia (SDD). Correm por fora Luiz Argolo e Marcos Medrado (SDD); João Carlos Bacelar (PTN); Colbert Martins (PMDB); Luciano Braga e Claudio Taboada (DEM); e Tia Eron (PRB).

Claro que ainda deve-se levar em conta fatores como eventuais decisões da Justiça cassando candidaturas e a influência do crescimento de Marina Silva (PSB) no pleito presidencial.

 

Por Ricardo Castro, Analista e Consultor Político

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*