Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



CRISTÓPOLIS: ENTIDADES GARATEM TRAZER NOVIDADES PARA A AGROPECUÁRIA DO MUNICIPIO EM 2014

Publicado em: 21/2/2014

reuniao-car-ebda-pmc-IMG_9646

Sidnei, Josafá, Humberto, Maurício, Antonio Pereira e Hélio (irmão do prefeito)

Uma reunião na tarde desta quarta-feira (19/fev), na sede da EBDA em Cristópolis, contou com as presenças de Maurício Lélis (CAR), Humberto Carvalho (EBDA), Josafá Oliveira e o prefeito Antonio Pereira (Prefeitura de Cristópolis) e o técnico agrícola Sidnei Carvalho Morais.

Os temas tratados estão relacionados à estruturação das cadeias produtivas de três produtos agropecuários essenciais para a economia do município: o alho, o leite e a cana-de-açúcar.

“O ano de 2014 começa com boas notícias. A parceria entre a CAR, a EBDA, o Sindicato do Trabalhadores Rurais e a Prefeitura de Cristópolis já começa a render frutos. Estamos trabalhando para unificar as associações de produtores de alho e procurando formas de viabilizar uma beneficiadora de alho para atender os produtores da região. Ainda depende de muita coisa, mas estamos avançando ”, disse Maurício.

O prefeito de Cristópolis, Antonio Pereira, falou sobre a busca por recursos: “Pedimos ao nosso deputado, João Leão, uma força para estruturarmos a produção do alho. Ele nos garantiu ajuda e, nesta semana vai anunciar boas notícias para nossos produtores”, disse.

Humberto carvalho, técnico da EBDA, abordou a importância de intensificar e ampliar o fornecimento de conhecimento para os produtores. “Temos alguns produtores com níveis elevados de produção, mas são poucos. Isto é resultado do conhecimento técnico, que hoje conta com poucos profissionais na região. Isto impede que consigamos atender a demanda. O investimento neste aspecto deve aumentar a produção e a qualidade, e vai trazer grandes benefícios para o alho e outras culturas”, salientou.

Antonio Pereira concorda com a avaliação de Humberto e diz que contribuirá para resolver a falta de conhecimento técnico: “Vamos conversar com o Sindicato para encontrarmos uma solução para isto, em poucos dias teremos notícias”, afirmou.

CMDS

Ficou acertado entre as partes que será enviado à Câmara de Vereadores de Cristópolis um projeto, do executivo, que visa criar o Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável. Este será o responsável pelo planejamento, monitoramento e gestão de políticas para desenvolver o município, tudo isso com plena interação com as características sociais, ambientais e econômicas locais. “Todos os municípios têm de ter esse conselho. Vai facilitar muito o desenvolvimento da economia e a busca por recursos”, comentou o secretário de agricultura, Josafá Oliveira.

Leite

A parceria se estende à produção de leite. Ambas a partes estão desenvolvendo um projeto para fortalecer a atividade leiteira na região de Chaprão. Iniciativa que já vem rendendo frutos, com a atuação do produtor Andrelino, que pode servir de modelo para outros interessados. “Precisamos mostrar aos produtores de Chaprão que eles podem produzir como o Andrelino. Podemos formar naquela região um grande polo, com investimentos em tecnologia para uma boa produção. Água é um grande problema em outros lugares, mas lá este recurso é abundante”, disse Maurício Lélis.

PAA Leite

O Programa PAA Leite é realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza – SEDES. É uma das modalidades do Programa de Aquisição de Alimentos. Seu objetivo é propiciar o consumo do leite às famílias que se encontram em estado de insegurança alimentar e nutricional e incentivar a produção familiar.

Durante a reunião foi informado que a CAR está fechando uma parceria com um laticínio da cidade de Wanderley-BA para fornecer leite, pelo PAA Leite em Cristópolis. Inicialmente seriam oferecidos 260 litros, com objetivo de aumento da produção de acordo com o desenvolvimento do programa.

Quem pode ser beneficiado?

Famílias:

Para ser beneficiário consumidor do Programa as famílias precisam possuir renda per capita (por pessoa) no máximo ½ (meio) salário mínimo e ter entre os membros da família:

  • Gestantes, a partir da constatação da gestação pelas Unidades Básicas de Saúde e que façam exame pré-natal;
  • Crianças de 2 até 7 anos de idade que possuam certidão de nascimento e que estejam com controle de vacinas em dia;
  • Nutrizes até 6 meses após o parto e que amamentem, no mínimo, até o sexto mês de vida da criança;
  • Pessoas com 60 anos ou mais;
  • Outros, desde que justificado e autorizado pelo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SESAN;

Quantos litros de leite a família pode receber?

É distribuído 1 litro de leite por família, em geral. Na família em que há dois membros público-alvo para recebimento do leite, pode ser distribuído até 02 litros por família. Mas, não pode ultrapassar 2 litros, mesmo que tenha mais de dois membros que poderiam receber.Oeste 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*