Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

CRISTÓPOLIS: ENCONTRO DE AGRICULTORES ESTIMULA A PRODUÇÃO DE ALHO

Publicado em: 20/2/2013

Um encontro realizado na manhã de ontem, 19, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cristópolis (STR), reuniu representantes da  EBDA, CAR, Secretaria Municipal de Agricultura, agricultores e diretores do próprio sindicato. Diversos temas ligados ao setor agrícola,  especialmente da cultura do alho, fizeram parte da pauta.

Sobre o encontro, o diretor da CAR, Maurício Lélis, disse que é a continuação das atividades discutidas no 1º Seminário Regional do Alho. “Isso prova que o seminário foi importante e que as decisões não  ficaram apenas na conversa. Estamos colocando em prática”.

Os agricultores de Sítio do Hermenegildo, Pederneira e Cerquinha  debateram as possibilidades de aumento na produção deste ano com a  introdução de sementes livres de vírus nas áreas ainda cultivadas do  modo mais antigo: “Precisamos fazer a análise do solo de quase todas as  áreas de plantio, para sabermos de que forma vamos aumentar a produção.  Além disso, devemos inserir novas variedades como o Cateto Roxo, Jonas e Amarante. No primeiro momento o produtor vai dividir o terreno: uma  parte do modo tradicional, e a outra com a semente nova e a técnica  adequada. Não dá para melhorarmos a produção se muitos ainda fazem uso  apenas de sementes de baixa qualidade”, afirmou Humberto Carvalho,  técnico da EBDA.

Notou-se um pouco de receio por parte dos produtores que ainda  plantam do modo convencional. Eles pediram aos representantes da EBDA  garantias de que a utilização de novas variedades será realizada  mediante acompanhamento técnico do órgão. “Vamos fazer uma experiência.
Plantaremos uma área com essa nova semente,  mas queremos garantias  de que a EBDA vai fazer o acompanhamento”, ressaltou o produtor Sivaldo, de Sítio do Hermenegildo.
Além de garantir a orientação por meio dos técnicos, o gerente  regional da EBDA, Carlos Augusto, aproveitou a oportunidade para  explicar sobre a impossibilidade de utilização do laboratório da  entidade: “No momento não estamos fazendo as análises de solo no  laboratório da EBDA por falta de um profissional, pois o que exercia  esta função se aposentou e temos a dificuldade de encontrar alguém que  esteja apto à função”, declarou.
Para solucionar a questão, os produtores farão a análise de solo  em laboratórios particulares. Uma análise de “micro e macro” custa em  média R$ 35,00, em laboratórios de Luís Eduardo Magalhães.
A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de  Cristópolis, Ademildes Borges, destacou a importância de os produtores  pensarem positivamente: “Muitos estão pensando pequeno. Está na hora de  dedicarmos um esforço maior para tornarmos a cultura do alho mais forte e com maiores lucros”. Quem compartilha da mesma opinião é a chefe de  escritório da EBDA, em Cristópolis, Neila Wanderley: “O exemplo dado em  áreas de grandes níveis de produção pode ser seguido pelos produtores de nossa região. Basta mudarmos esta cultura de agricultura de  subsistência. Precisamos arriscar mais, investir mais”, assentiu.
A comunidade agrícola tem grande expectativa na parceria entre  produtores de alho e o poder público. “O prefeito Antonio Pereira já se  colocou à disposição para ajudar na busca de soluções para o  desenvolvimento da agricultura. Mesmo antes de ocupar o executivo  municipal ele já participava de nossas reuniões e nos apoiava. Vamos nos organizar e a Prefeitura vai nos apoiar no que for necessário”, disse o secretário municipal de agricultura, Josafá Oliveira.

Vernalização das sementes
Uma das importantes decisões tomadas durante o encontro está  relacionada à vernalização. Ficou definido que a entrega das sementes  será feita no dia 1º de março na Câmara Fria de Pederneira, onde  passarão entre 40 e 50 dias.
O armazenamento na câmara fria é necessário para o  desenvolvimento da semente do alho. Em maio, quando será iniciado o  plantio, o clima da região já estará mais frio, o que também é  favorável.
Perspectivas
O ano de 2013 deve ser de grandes mudanças no setor agrícola. A  junção dos esforços entre os órgãos começará a dar resultados mais  concretos. A Prefeitura de Cristópolis acena com maior apoio aos  agricultores com a aquisição de máquinas que possam recuperar estradas  e, também, com o funcionamento da câmara fria. A EBDA oferece apoio  técnico. A CAR no planejamento e na articulação. A Embrapa dará  continuidade ao trabalho de mais de 10 anos na cultura do alho em  Cristópolis e o Sindicato incentiva o aumento da produção com  organização e planejamento das ações junto às entidades supracitadas.
 CRISTOPOLIS 1 CRITOPOLIS
Fonte: Oeste 10.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*