Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



BAHIA:PROPAGANDA DE PMDB E DEM MOSTRA COMPROMISSO DE ACM NETO

Publicado em: 26/4/2014

Democratas ACM Neto e Paulo Souto

Para quem duvidava de qual seria o comportamento do prefeito ACM Neto (DEM) nas eleições deste ano, a resposta veio ontem clara como água mineral. Em inserções do PMDB e do DEM que começaram a ser veiculadas à noite na TV, o prefeito demonstrou que vai entrar com os dois pés na campanha da chapa majoritária à sucessão estadual. A Geddel, candidato a senador, dirigiu um surpreendente conjunto de adjetivos elogiosos. No horário político do seu partido, Neto aparece ao lado de Souto batendo uma espécie de bola em que o mínimo que diz é que o ex-governador, cabeça da chapa oposicionista, o ajudou a recuperar Salvador.

Líder nas pesquisas de opinião à sucessão estadual e com a popularidade em alta na capital baiana, o prefeito, nos programas, assume a condição clara de cabo eleitoral oposicionista, um papel que até alguns correligionários duvidavam que exercesse com tanta clareza como fez ontem, devido à política de boa vizinhança que tentou construir com o governador Jaques Wagner, do PT. “ACM Neto demonstrou que tem lado. Mais do que isso, que sabe da responsabilidade que possui no sentido de condutor das oposições neste momento”, disse um deputado oposicionista que preferiu não se identificar, elogiando as inserções do DEM.

Para ele, o prefeito incorporou, com a atitude, o sentimento presente hoje na totalidade da oposição, segundo o qual os petistas precisam ser derrotados “na Bahia e no Brasil para o bem do país”. O desprendimento demonstrado pelo prefeito ao participar das inserções dos dois aliados visou também, relata outra fonte, aparar quaisquer arestas decorrentes do processo de escolha do candidato das oposições ao governo, no qual o peemedebista Geddel foi preterido em favor de Souto. Para ele, com os elogios dirigidos ao líder do PMDB, o prefeito pagou qualquer dívida que teria contraído com o peemedebista por causa da escolha do democrata.

Raul Monteiro/Politica Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*