Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

TEBET INTENSIFICA CAMPANHA NA BAHIA EM MARÇO ENQUANTO MDB DISCUTE FUTURA FEDERAÇÃO

Publicado em: 18/2/2022

Grande novidade política para 2022, as federações partidárias estão esquentando os bastidores de diversas legendas. Com o início das conversas sobre uma super federação iniciadas nesta semana, MDB, PSDB e União Brasil devem avançar nas tratativas sobre uma junção em breve. Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi, convocou os diretórios estaduais do partido para ajustar os detalhes da eventual federação. De acordo com interlocutores da sigla, as definições devem ocorrer ao longo da próxima semana em Brasília, com uma nova reunião. 

 

Embora lideranças enxerguem a federação como solução para o Brasil ter uma “força democrática” que seja capaz de moderar radicalizações e apresentar uma candidatura unificada ao Planalto no pleito de outubro, ainda não há deliberações sobre quais serão os critérios para a escolha dos candidatos caso a união vingue.

 

Em meio ao debate, um dos nomes ventilados para disputar a eleição presidencial pelo MDB, a senadora Simone Tebet vai visitar a Bahia no mês de março em busca de viabilização e costuras políticas. Conforme apuração do BN, na Bahia Tebet vai rodar as cidades de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itapetinga.

 

O apoio do MDB para as eleições ao governo da Bahia têm sido disputado palmo a palmo pelos principais grupos do estado: o de ACM Neto, ex-prefeito de Salvador, e o do senador Jaques Wagner (PT), ambos pré-candidatos ao Palácio de Ondina.

 

Apesar das tratativas, a federação entre as três siglas enfrenta resistência em algumas alas do MDB, com ressalvas a quadros do antigo PSL, agora União Brasil. O ambiente é parecido para membros do UB, que avaliam que junção entre Democratas e PSL criou uma “fragilidade” internamente, e uma federação poderia necessitar ainda mais sacrifícios.

 

Outro ponto que pode emperrar o agrupamento é a nível estadual. Se decidirem pela federação, os partidos terão que escolher candidatos únicos para a eleição nacional e estadual já em 2022.

 

Além do MDB, que tem Simone Tebet como pré-candidata, o PSDB também já possui um nome definido para a disputa, o do governador de São Paulo, João Doria, que venceu as prévias do partido no ano passado. Além de MDB e União Brasil, o partido comandado por Bruno Araújo tem conversas abertas para se juntar com o Cidadania, de Roberto Freire. Pelo Cidadania, o nome do senador Alessandro Vieira é colocado para a disputa presidencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*