Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !





SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE OFERECE TERAPIAS INTEGRATIVAS AOS PACIENTES DO PROGRAMA DE FIBROMIALGIA EM BARREIRAS

Publicado em: 15/2/2019

A tarde dessa quarta-feira (13) foi de meditação e relaxamento para os pacientes que fazem acompanhamento no Ambulatório do Programa de Fibromialgia da Secretaria de Saúde em Barreiras. A nova metodologia no atendimento, faz parte das terapias integrativas que compõem a rede do Sistema Único de Saúde (SUS), como procedimentos terapêuticos que auxiliam no tratamento de algumas síndromes.

Desde que foi aberto em agosto de 2017, o Ambulatório do Programa de Fibromialgia oferece atendimento diferenciado aos pacientes que sofrem com essa síndrome todas as quartas-feiras no Centro de Saúde Leonídia Ayres de Almeida, no bairro Morada Nobre, com o apoio dos profissionais de psicologia, nutrição, educação física, medicina reumatológica e medicina osteopática.

Comum em pessoas que sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidades nas articulações, nos músculos e até em tecidos moles, a Fibromialgia está diretamente ligada à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. Pensando na contribuição que a prática das terapias, reiki e a meditação oferecem ao grupo, o terapeuta integrativo, Renilson Freitas Júnior, realiza técnicas de controle de respiração e da mente.

“Nossa mente muda quando damos comandos, assim, a meditação nesse processo com os pacientes de fibromialgia dará mais equilíbrio, porque além das dores que normalmente sentem devido à severidade da síndrome, também existem as consequências do mundo moderno, então, tudo isso prejudica o funcionamento do corpo. Na meditação, eles aprendem a esvaziar um pouco a mente e focar no bem estar e na saúde, e a resposta é o equilíbrio do corpo, da respiração, dos batimentos cardíacos e até hormonais. O exercício de esvaziar a mente é realizado com orientações direcionadas, música para relaxar e outras técnicas que diminui o excesso de pensamentos negativos”, explicou.

A moradora do Loteamento São Paulo, Selma Rodrigues, participa do grupo de Fibromialgia há três anos, e relata que tinha dificuldade em controlar a respiração devido fortes dores frequentes no quadril, agora no segundo encontro da prática da meditação, conseguiu controlar a respiração, o que aliviou um pouco suas dores.

“Antes dessas novas intervenções disponibilizadas pela Secretaria de Saúde, não conseguia controlar minha respiração e as minhas dores. Estou satisfeita com a atenção que estamos tendo, poder sentar e sentir meu quadril tocar no chão é maravilhoso”, disse.

De acordo com o secretário Anderson Vian, para participar do Programa de Fibromialgia, o paciente precisa ser encaminhado pela Atenção Básica após a consulta médica atestando a doença para o início do acompanhamento e tratamento.

“O SUS está reconhecendo essas terapias integrativas, como ações de promoção e intervenção à saúde, dessa forma, estamos inserindo essas novas metodologias na rede municipal de saúde, auxiliando a medicina clássica. Começamos com o grupo de Fibromialgia e estenderemos também para outros grupos alvos na rede de saúde no município, que precisam desse auxílio no tratamento das dores crônicas”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*