Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



SÃO DESIDÉRIO: MICROEMPREENDEDORES RECEBEM CAPACITAÇÃO EM OFICINAS DO SEBRAE

Publicado em: 17/4/2015

Com o objetivo de auxiliar na inovação do Microempreendedor Individual-MEI, e apoiá-los em seus negócios, a Secretaria de Indústria e Comércio, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas-Sebrae, realizou as oficinas Workshop da Inovação e Sei Empreender. As oficinas teórico/prática aconteceram nos dias 14 e 15, no Centro Cultural Celso Barbosa.

O evento coincide com a semana do Micro empreendedorismo, comemorado dia 15 de abril. A primeira oficina, ministrada pela consultora do Sebrae, Tais Fabiane Mendes Nascimento, apresentou as técnicas e ideias de como inovar o próprio negócio para obter bons resultados. Além de reforçar as teorias, os participantes também simularam a prática de vendas de produtos e negócios diversos de empreendedorismo.

No segundo dia, a consultora Janete Seabra de Santana Reis, mostrou que ter atitude empreendedora é um importante diferencial para atingir o sucesso nos negócios. Por meio de teorias e dinâmicas práticas a palestrante explanou sobre: Como saber aonde quer chegar, saber identificar e aproveitar as oportunidades, manter-se bem informado, persistir e buscar autonomia, mas principalmente organizar e planejar ações, saber o que fazer, quando, e como realizar um empreendimento e saber lidar com os desafios. Para Janete Reis, “essa parceria é uma iniciativa fantástica porque desperta no empreendedor algo que às vezes ele não imaginava”, assegura.

Valdeni Lopes Raulino é microempreendedora no ramo de confecção, ela participou dos dois dias de oficinas. “Foi ótimo, a gente pensa que sabe tudo, mas percebemos que coisas pequenas fazem a grande diferença na hora de montar um negócio”, afirma. O micro empresário do ramo de auto peças, Gabriel Antonio Nunes de Lima, participou do segundo dia de oficina e garante que foi importante. “Foi mais um conhecimento adquirido para usar no dia a dia e aprender a corrigir os erros”, disse.

De acordo com a secretária de indústria e comércio Francirleide Teixeira Alves Oliveira, de 2001 a 2014, o Produto Interno Bruto-PIB, nacional dos empreendedores, subiu de 20% (vinte por cento) para 30% (trinta por cento), ou seja, segundo ela, “são 599 bilhões de reais que circulam no Brasil, com isso acreditamos que o empreendedorismo é uma força para o desenvolvimento local, regional e nacional. Com essa percepção nós apoiamos os nossos empreendedores que são cerca de 700 aqui no município. Estamos também atendendo em Roda Velha todas as terças-feiras na subprefeitura, oferecendo a formalização do seu negócio por meio da parceria com o Sebrae”, afirma.

Para ser um microempreendedor individual-MEI, é necessário faturar hoje até R$ 60.000,00 por ano ou R$ 5.000,00 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. O MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Ele terá como despesas apenas o pagamento mensal de R$ 39,40 (INSS), acrescido de R$ 5,00 (para prestadores de serviço) ou R$ 1,00 (para comércio e indústria), por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), uma guia de recolhimento emitida através do Portal do Empreendedor. O MEI tem direito aos benefícios previdenciários, como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros. Outras informações acesse: www.sebrae.com.br

Texto e fotos: Ascom/SD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*