Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



PT VAI LANÇAR “VAQUINHA” PARA PAGAR DÍVIDAS COM FORNECEDORES DE CAMPANHA 2014

Publicado em: 25/3/2015

por Alexandre Galvão

PT da Bahia vai lançar 'vaquinha' para pagar dívida com fornecedores de campanha de 2014

Foto: Bahia Notícias
O PT da Bahia decidiu lançar uma campanha de arrecadação de verbas para quitar a dívida de R$ 13 milhões que contraiu com prestadores de serviço durante a campanha do governo do Estado de 2014. De acordo com o presidente da legenda no estado, Everaldo Anunciação, a campanha vai ser para “quem quiser ajudar”. “Devemos, não negamos e pagamos quando tivermos condições. Vamos fazer uma campanha de arrecadação dentro da lei. Só estamos assim porque não fizemos caixa 2, como muitos fizeram”, alegou. Segundo Anunciação, a legenda irá se reunir na próxima semana para decidir de que forma a campanha será feita. A expectativa de arrecadação, no entanto, não é das melhores. “Acho que vai demorar um pouco. Estamos passando por um momento econômico difícil”, reconheceu. Em 18 de março deste ano, ao Bahia Notícias, fornecedores denunciaram o “calote” do Partido dos Trabalhadores. Entre as empresas que ficaram sem pagamento estão a Pipa Comunicação Visual, a Pool Empreendimentos Comerciais e a Servgraf Crachás Serviços Comerciais. Os contratos, que foram firmados para terceirizar serviços como distribuição de panfletos e outras peças publicitárias, estão em valores que vão de R$ 750 a mais de R$ 480 mil e as notas fiscais constam na prestação de contas da campanha do PT) ao Tribunal Superior Eleitoral. Segundo um dos interlocutores dos credores, a dívida foi repassada da campanha ao diretório estadual do partido, porém, entre idas e vindas, não existe uma definição sobre o pagamento. “Não sabemos a quem recorrer. No começo era o Carlos Martins e agora dizem que é o Cícero Monteiro (atual chefe de gabinete do governador Rui Costa). Ele marca e desmarca as reuniões. É muita pressão e os impostos já foram cobrados”, lamentou, à época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*