Bem Vindo ao Correio do Oeste - 9 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

PT QUER TROCAR MARQUETEIRO DE LULA E PUBLICITÁRIO BAIANO SIDÔNIO É O FAVORITO

Publicado em: 20/4/2022

Insatisfeitos com o trabalho do marqueteiro Augusto Fonseca, dirigentes do Partido dos Trabalhadores querem trocar o responsável pelo marketing da campanha do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto este ano.

 

Segundo o a coluna de Igor Gadelha, do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notíciasd, um dos mais cotados para substituir Fonseca é o publicitário baiano Sidônio Pereira, que cuidou do marketing da campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência em 2018.

 

De perfil discreto, Sidônio também já atuou em campanhas na Bahia do atual governador do estado, Rui Costa (PT), e do ex-governador baiano e atual senador Jaques Wagner (PT-BA).

 

Segundo apurou a coluna, aliados de Lula e dirigentes petistas já retomaram as conversas com o publicitário baiano nos últimos dias, após crescer a insatisfação no partido com o atual marqueteiro.

 

Entre petistas, a avaliação é de que as primeiras peças produzidas por Augusto Fonseca foram “sem emoção”. Também há críticas ao valor da campanha cobrado pelo marqueteiro, de cerca de R$ 45 milhões.

 

No PT, há também quem defenda a saída do jornalista Franklin Martins, atual coordenador geral da comunicação de Lula e responsável por escolher Augusto Fonseca.

 

A reclamação vai além do trabalho de Franklin. Dirigentes e parlamentares petistas afirmam que o jornalista tem dificuldades de se relacionar com integrantes do partido, aos quais sequer cumprimenta.

 

Fora isso, há críticas à estratégia de Lula nas redes sociais, também responsabilidade de Franklin. Aliados do ex-presidente consideram que é preciso mudar essa estratégia para “aumentar o engajamento” do petista.

 

Apesar das críticas, pessoas próximas a Lula consideram difícil ele demitir Franklin. A expectativa entre petistas é de que o próprio jornalista peça para deixar a coordenação da comunicação da campanha.

 

Aliados de Franklin Martins no PT admitem a fritura do jornalista por integrantes do partido, a qual classificaram, nos bastidores, como uma “baixaria”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*