Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



PMDB PEDE LULA PARA REABRIR DIÁLOGO COM PT

Publicado em: 26/2/2015
:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta quinta-feira (26), durante encontro realizado com a bancada do PMDB no Senado, que o governo federal deve agir rapidamente para evitar perder o apoio da população; Lula também teria dito que irá ajudar a presidente Dilma no que diz respeito às crises política e econômica enfrentadas pelo governo; o PMDB pediu, ainda, a intervenção de Lula para reconstruir o diálogo entre o partido e o PT; encontro foi realizado na residência oficial do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que ontem classificou como ‘capenga’ a coalizão governamental.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta quinta-feira (26), durante encontro realizado com a bancada do PMDB no Senado, que o governo federal deve agir rapidamente para evitar perder o apoio da população. Lula também teria dito que irá ajudar a presidente Dilma Rousseff no que diz respeito às crises política e econômica enfrentadas pelo governo e que o PMDB deve tre um papel de protagonista na coalização de apoio ao governo.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que Lula defendeu que o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, passe a integrar o chamado núcleo duro do governo petista, formado atualmente por seis ministros ligados ao PT.

Segundo os peemedebistas, a situação agora depende de uma contrapartida por parte da presidente Dilma. Lula teria dito que é necessário que a presidente tenha uma postura firme de maneira a assegurar uma retomada da confiança nos rumos do país.

Lula também comentou que o embate travado por conta dos ataques sofridos pelo governo nas mídias sociais não deve ficar sem contraponto, sob o risco de perder a batalha.

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), teria pedido a intervenção de Lula para reconstruir o diálogo com o governo da presidente Dilma, já que o ex-presidente é visto como uma espécie de fiador das relações entre o PMDB e o PT.

Os comentários estão desativados.