Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Obras do BRT, Mané Dendê e requalificações serão retomadas pela prefeitura

Publicado em: 27/7/2020
Obras do BRT, Mané Dendê e requalificações serão retomadas pela prefeitura

Etapas 2 e 3 do BRT serão retomadas | Foto: Divulgação/ PMS

O prefeito ACM Neto apresentou nesta segunda-feira (27) as obras da prefeitura de Salvador que serão prioritariamente retomadas, mesmo com a pandemia do novo coronavírus. Os investimentos nas intervenções chegarão a R$ 1,1 bilhão, com uso de recursos do Tesouro Municipal e de financiamentos nacionais, vindos da Caixa Econômica Federal, e órgãos internacionais, como o Banco Mundial, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) (saiba mais aqui).

 

O conjunto de obras faz parte do plano com 101 ações para auxiliar na retomada econômica da cidade, construído pela prefeitur. Na área de mobilidade econômica, o prefeito destacou o prosseguimento da segunda e terceira etapas do BRT, no trecho que liga a Lapa e a Cidade Jardim e na etapa que liga o Parque da Cidade ao bairro da Pituba, respectivamente. Com extensão de 8,7 km, a obra terá investimentos de R$ 241 milhões. 

 

Neto anunciou também outras intervenções viárias complementares ao BRT. São elas a construção de trincheira na Avenida Magalhães Neto; de viaduto ligando a Avenida ACM e o Acesso Norte; viaduto ligando a Rótula do Abacaxi e a Avenida ACM; e uma ponte sobre o Rio Camarujipe, na LIP (Ligação Iguatemi-Paralela). Este conjunto custará R$ 125 milhões. Além disso, serão investidos R$ 22 milhões na construção de duas novas vias: as ligações Avenida Gal Costa / Pau da Lima e Mata Escura / BR-324. 

 

No Projeto do Mané Dendê, a prefeitura vai liberar R$ 311 milhões para obras de saneamento ambiental e criação de 970 unidades habitacionais para moradores em condições de vulnerabilidade que vivem na região da Bacia do Riacho Mané Dendê, no Subúrbio da capital baiana. Ainda na área de infraestrutura urbana, o prefeito autorizou o início da terceira etapa do programa Morar Melhor, que prevê a reforma de 10 mil casas, com investimentos totais de R$ 70 milhões.

 

O gestor também anunciou um conjunto de obras para preservação do patrimônio histórico, como a construção da Casa da História de Salvador e do Arquivo Público Municipal (R$ 69 milhões) e do Parque da Pedra de Xangô (R$ 5,5 milhões). Outras intervenções na área são a recuperação dos arcos da Ladeira da Montanha, das Muralhas do Frontspício, do Elevador do Taboão, a restauração do Mercado Modelo e do Museu da Misericórdia. O custo total delas é de R$ 40 milhões.

 

No setor de infraestrutura urbana, serão feitas as requalificações das orlas de Stella Maris, Flamengo e Ipitanga (R$ 65 milhões); do Cais da Gamboa (R$ 9,5 milhões); e da Avenida Sabino Silva (R$ 8,4 milhões). Outras obras anunciadas pelo prefeito na área são a urbanização da Boa Vista de São Caetano, pavimentação da Estrada das Pedreiras, Macrodrenagem do Rio Paraguari, entre outras. Somadas, elas chegam a R$ 128 milhões.

 

Na semana passada, o prefeito apresentou o eixo das soluções urbanas do projeto das 101 medidas, com uma série de ações para o reordenamento do espaço público (saiba mais aqui).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*