Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Novato na CMS, Sandro Bahiense promete reforçar discussão sobre educação e segurança

Publicado em: 19/12/2020

por Matheus Caldas

Novato na CMS, Sandro Bahiense promete reforçar discussão sobre educação e segurança

Foto: Reprodução / SSA Notícias

Um dos 17 vereadores estreantes para a próxima legislatura em Salvador, Sandro Bahiense (Patriota) tem um objetivo bem definido: ser um “simbolizador da paz” no Legislativo soteropolitano. Para isto, ele diz que pretende trazer heranças aprendidas em sua vida pessoal e fortalecer o debate sobre a educação como instrumento de combate à violência.

 

“Vou buscar crescimento do social, ajudando a educação, onde está a ferida da violência. A saúde também será um apoio meu. Agora, devo estar realmente voltado a educação, aos projetos sociais contra a violência, fomentando o esporte, a cultura, e sendo fiscal das obras da prefeitura, para que chegue de forma transparente a toda Salvador”, promete, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Para fortalecer sua bandeira, Bahiense diz que sua biografia o credencia a ser um vereador engajado com as causas sociais. Nascido e criado no bairro da Liberdade, onde obteve mais de 3 mil votos, ele conta que possui projetos sociais ligados ao esporte: são 52 times de futebol de várzea, 26 deles na região da Cidade Baixa, onde também possui raízes. Além disso, já realizou 116 caminhadas da paz no intuito de combater a violência na capital baiana.

 

DUPLA VITÓRIA 

Embora 2020 seja marcado por uma das maiores pandemias da história da humanidade, Bahiense considera que o ano guardou duas vitórias para ele: além da eleição, ele venceu, em março, um câncer anorretal, diagnosticado em agosto do ano passado. Tendo sido tratado no Hospital Aristides Maltez, ele relata que fortaleceu o projeto de criar o Instituto Bahiense e “ajudar o social”. “Eu consegui ter uma esperança de uma salvação para cada um deles. Deus me consagrou com a minha cura em março de 2020. Fiz quimioterapia e radioterapia. Levo essa vitória também para Deus. Ele pôs em minha vida, elevando a todo o momento que eu ia conquistar e crescer e que as pessoas iriam me seguir e ter fé. Consegui chegar agora em 2020 e fazer um bom trabalho. Dedico essa vitória ao povo e ao meu bom Deus”, conta.

 

Derrotado no pleito em 2016, ele classifica sua alçada à Câmara de Salvador como um projeto de superação calcado em sua educação recebida nos tempos em que era militar. Ele também concorda que é filiado a um partido com vertentes conservadoras. “O meu partido é conservador? É. Eu sou uma pessoa muito séria. Tenho uma formação militar que me deu um maior entendimento. Eu cumpro e faço cumprir”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*