Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Maior procura por leitos de UTI pode ter relação com infecção ‘diferente’ da 1ª onda da Covid-19

Publicado em: 19/3/2021

por Mauricio Leiro

Maior procura por leitos de UTI pode ter relação com infecção 'diferente' da 1ª onda da Covid-19

Foto: Reprodução / Sesab

Após a Bahia atingir o maior número de óbitos notificados pelo estado no período de um dia (relembre aqui), a procura diretamente por leitos de UTI pode ter crescido por conta de uma infecção da Covid-19 mais forte. De acordo com a infectologista Clarissa Cerqueira, a infecção é “diferente da primeira onda da pandemia”. 

 

“Estava no hospital que estavam com Covid na primeira onda. A evolução é bem diferente. Algumas pessoas estão usando medicações em horas erradas, corticoides. Se é essa cepa, que tem resultados preliminares apontando uma maior gravidade. Estamos observando uma demanda alta para leitos de UTI e mais grave”, explicou Clarissa ao Bahia Notícias.

 

A última quinta-feira (18) também registrou um novo recorde de pacientes internados com casos graves da Covid-19: 1.162 pessoas. Esse número está ocupando leitos de terapia intensiva para adultos, além de 21 crianças em vagas de UTIs pediátricas, somando 1.183 baianos.

 

Na Bahia, a diferença de ocupação entre leitos de UTI e enfermaria é de 20%. A ocupação das UTIs para adultos subiu de 86% para 87% nas últimas 24 horas, com as unidades de terapia intensiva para crianças, a taxa teve uma queda de 64% para 58%. Já nas enfermarias, o percentual de vagas preenchidas é de 67% entre as para adultos e 69% nas infantis, segundo a secretaria de saúde do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*