Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



LÍDICE E ELIANA PODEM ‘MUDAR ENGRENAGEM DA POLITICA’ E ‘DAR ESPERANÇA AOS BAIANOS’, DIZ CAMPOS

Publicado em: 19/12/2013

380x279xPSB.jpg.pagespeed.ic.7xjVAzli31

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.rzBUvjMp_s
Apresentado durante o evento como “futuro presidente do Brasil”, o governador de Pernambuco e líder nacional do PSB, Eduardo Campos, rasgou elogios a ex-senador Marina Silva e a nova integrante do grupo e futura candidata ao Senado, a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon. Durante o evento de filiação da magistrada à Rede Sustentabilidade, na noite desta quarta-feira (18), o socialista classificou a baiana como “uma referência da vida pública brasileira” e fez uma relação do evento desta noite com a filiação de Marina Silva ao PSB. Com um discurso pautado por mudanças estruturais para o futuro e com um pé no desenvolvimento sustentável – que adotou após a adesão da ex-verdista – o presidenciável também comparou a eleição dele para o governo pernambucano com a possibilidade de Eliana Calmon vencer a disputa para o Senado. “Com a experiência de quem já partiu com 4% [de intenções de voto], contra duas máquinas poderosas e em cima de um caixote na feira e de um carrinho de som, contra grandes trios… Ganhando a consciência e envolvendo as pessoas, como Marina envolveu em 2010… Estou seguro que aqui estamos dando um grande passo para melhorar a Bahia, o Brasil, e a política. Se não melhorarmos a política não vamos melhorar nada no Brasil”, declarou Campos, que também creditou à ex-senadora o fato de Eliana Calmon ter ingressado no PSB, o que aconteceu devido à ex-senadora e “através da Rede”.

Horas depois de se reunir com o governador Jaques Wagner (PT), o presidente do PSB deixou claro que a campanha para governadora da senadora Lídice da Mata está mais do que lançada, ao mencionar a tarefa que “assumiu” como pré-candidato a presidente. “Eu poderia estar em Pernambuco discutindo sucessão estadual, pensando em ser colega da ministra Eliana Calmon em Brasília, para poder compensar o que o PSB vai perder no Senado com a eleição de Lídice para o governo”, pontuou Campos. Confiante, como manda o figurino, ele ainda destacou a responsabilidade que as duas baianas terão, caso eleitas. “Resolvemos trilhar um caminho mais complexo, porque não é simples mudar a engrenagem da política. Essa é a tarefa de pessoas como Eliana Calmon e militantes políticos como Lídice da Mata”, sinalizou. Ao lado da atual senadora, da magistrada e de Marina Silva, o cacique socialista também prometeu percorrer “toda a Bahia”, logo antes de dar uma alfinetada no governo petista, ao dizer que o PSB e a Rede buscam “resgatar a esperança do povo baiano”. Logo depois, um assopro: “Respeitando a todos que conosco vão debater”.
por Sandro Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*