Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Jucá diz que Yunes entendeu que ajudaria mais pedindo para sair

Publicado em: 15/12/2016
Jucá diz que Yunes entendeu que ajudaria mais pedindo para sair

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil por Daiene Cardoso | Estadão Conteúdo
O presidente nacional do PMDB e líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (RR), disse nesta quarta-feira, 14, que a saída do assessor especial do Palácio do Planalto, José Yunes, ocorreu para evitar qualquer tipo de “pseudo constrangimento” ao presidente Michel Temer ou ao Executivo. “Ele pediu para sair exatamente para que não se gere nenhum tipo de desconfiança ou qualquer problema para o governo”, disse Jucá. Fiel aliado do governo, o senador disse que Yunes estava colaborando e que não precisa de emprego público para continuar colaborando com o governo. “Na hora em que surge qualquer assunto que pode constranger o governo e o presidente, como ele tem posição de inteira liberdade e independência, pediu para sair”, explicou. Yunes deve voltar a ocupar a presidência do PMDB na cidade de São Paulo. O senador negou desgaste com o episódio e rechaçou qualquer irregularidade que possa ser imputada contra o ex-assessor especial. Na avaliação de Jucá, a decisão dele é pessoal, precisa ser respeitada e “aplaudida” porque Yunes entendeu que ajudaria mais saindo. O discurso de Jucá foi acompanhado pelo líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP). “Ele já deixou claro que não teve nenhum tipo de recebimento”, declarou. O deputado disse que o pedido de demissão “mostra claramente que ele não tem nada a ver com tudo isso”. Baleia ressaltou que Temer também já deixou “claro” que a “possível doação” ao partido foi legal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*