Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Festival celebra Dia do Atleta Paralímpico em Salvador e Vera Cruz

Publicado em: 21/9/2019
Crianças e adolescentes puderam conhecer e praticar modalidades do esporte paralímpico, como futebol de cinco, atletismo e bocha, na manhã deste sábado (21). As atividades fizeram parte da segunda edição do Festival Paralímpico, realizado em todo país para celebrar o Dia Nacional do Atleta Paralímpico, celebrado neste domingo (22). Na Bahia, Salvador e Vera Cruz receberam a programação, com apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio da Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb).
Na capital, as atividades ocorreram no Núcleo de Educação Física da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Ondina. “A Bahia já tem uma tradição nas suas políticas de inclusão social e de incentivo ao esporte, desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. Atualmente, temos 37 atletas paralímpicos apoiados pelo Governo do Estado. Aliás, a Bahia é um dos poucos estados do país que tem uma política sistêmica de inventivo ao esporte”, destacou o titular da Setre, Davidson Magalhães.
O Estado patrocina 32 paratletas através do Programa Bolsa Esporte e cinco pelo Programa de Incentivo ao Esporte Amador Olímpico e Paralímpico (FazAtleta), nas modalidades de jiu-jitsu, triatlo, remo, golbol, futebol de cinco, natação e canoagem. “Isso é muito importante para trazer uma conscientização para a sociedade de que o deficiente não é um coitadinho. O esporte é uma política de inclusão social e através dele as pessoas vão se sentindo mais capazes”, afirmou a atleta baiana Nayara Falcão, que é campeã mundial da paracanoagem.
Outros atletas paralímpicos como Jeferson Conceição, o Jefinho, e Cássio Reis, medalhistas de ouro do Futebol de Cinco dos Jogos Parapan-Americanos 2019, participaram do evento em Salvador. “Este é um momento de alegria, porque os atletas merecem o nosso respeito. São exemplos de superação e trazem muitas alegrias para si próprios, para suas famílias e para a sociedade quando participam das competições e mostram que são capazes”, disse o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto.
Repórter: Lina Magalí 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*