Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









EM MUQUÉM, A BAHIA COMEÇA A VIRAR O JOGO NO AÇÚCAR E NO ÁLCOOL-POR LEVI VASCONCELOS

Publicado em: 04/2/2019

Prefeito do Muquém do São Francisco,Marcio Mariano e o Vice-Governador da Bahia,João Leão

João Leão, o vice-governador, assume sexta a Secretaria de Desenvolvimento Econnômico (SDE), a sua nova missão no governo. E por que não quis ficar na Secretaria do Planejamento (Seplan), onde imperou no primeiro mandato de Rui Costa?

— A Seplan com Walter Pinheiro está em boas mãos. Agora vou executar o que planejamos lá.

Ele diz que já começa com um foco bastante definido. A Bahia só produz 10% do açúcar que consome e 11,3% do álcool. Para virar o jogo, quer instalar ao longo do São Francisco, nas cercanias de Barra, Xique-Xique e adjacências, 11 usinas de açúcar e álcool, a primeira delas em Muquém do São Francisco, cuja instalação começa esta semana, com o detalhe: os investidores baianos estão comprando usinas desativadas no Nordeste.

— Uma nova custa R$ 180 milhões. Uma usada, R$ 18 milhões. Vamos processar em Muquém 1,7 milhão de toneladas de cana por ano, mais 150 mil de milho e sorgo. Hoje temos que comprar álcool em São Paulo. Sai bem mais caro.

Incentivos — Leão diz que o governo baiano dividiu a Bahia em 27 territórios de identidade e dá incentivos para as áreas mais pobres.

— Imagine que só com o bagaço da cana, sorgo e milho produziremos a ração para alimentar 25 mil bois por ano. As usinas resolvem o problema de lá, gerando empregos, e o dos baianos, barateando açúcar, álcool e ração.

Extraído do A TARDE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*