Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









EM ENTREVISTA A JOÃO NÉRIS,MARCELO NILO DIZ QUE HOJE ELE É O MELHOR NOME PARA GOVERNAR A BAHIA

Publicado em: 25/5/2013

m1

m2

m3m4
O Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Deputado Marcelo Nilo (PDT) conversou com o Jornalista João Néris do Jornal Correio do Oeste e sem cerimônia disse que será candidato a governador da Bahia pelo PDT.

Muito convicto, Marcelo Nilo disse que já é deputado estadual por seis vezes, está no quarto mandato como presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, foi escolhido pela mídia como o melhor deputado da casa por oito vezes consecutivas, ocupou interinamente por cinco vezes o cargo de governador da Bahia, conhece todos os 417 municípios do estado e disse que tem conhecimento e competência para administrar.

Disse que quer subir mais um degrau na sua vida e por isso quer ser governador porque tem conhecimento da causa, com suas raízes interioranas, além de já ter provado que sabe administrar; deu exemplo de como entrou na Embasa como estagiário e saiu como presidente, atuando sempre com respeito e ética, sem precisar atropelar ninguém.

Veja alguns trechos da fala de Marcelo Nilo:

“Eu quero ser governador da Bahia, estou trabalhando para isso. Acho que está na hora de colocarmos alguém que tenha raízes interioranas em nível de estado e eu conheço os 417 municípios. Precisamos colocar alguém que tenha um currículo politico, que modéstia parte eu tenho; que tenha um currículo administrativo e eu tenho, sou presidente da Assembleia; sou gestor; sou profundo e fraternal amigo do governador Jaques Wagner”.

“Sei que o PT tem a preferência, mas não tem exclusividade, pois o governador me disse que aquele que tiver melhores condições politicas será o seu candidato e acho que neste momento quem tem as melhores condições de ser candidato sou eu…Marcelo Nilo”.

“O PT é o maior partido do Brasil e o maior partido da Bahia. O PT tem 14 deputados estaduais, mas os aliados têm 34; o PT tem 07 deputados federais, mas os aliados têm 15; O PT tem 80 prefeitos, mas os aliados têm 300, então os aliados são mais fortes politicamente do que o PT, mas o governador Jaques Wagner que é o maior democrata que eu conheço na vida, ele não separa PT de aliado. Eu, por exemplo, sou presidente da Assembleia e sou do PDT; Otto Alencar é Vice-Governador e é do PSD; Lidice da Mata é do PSB e eu não fui candidato a Senador porque não quis, o governador me convidou como eu não quis ele botou Walter Pinheiro, então o Governador é um democrata, sabe que nós somos parceiros, acho que o candidato independentemente do PT, PSD, PSC, PP, PDT, PSB, o importante é ser um candidato que tenha condições de exercer o seu mandato, eu não sou candidato nem de esquerda nem de direita quero ser candidato do povo da Bahia. Sou amigo fraternal do governador Jaques Wagner, mas eu só retirarei a minha candidatura se aparecer um candidato com melhores condições do que eu”.

“Eu não sou candidato nanico, já ultrapassei os 7% na pesquisa, comecei com 2%, passei para 4%, fui para 5% e agora já estou com 7% ou seja, se eu criar as condições politicas, eu serei o candidato, e tenho certeza que serei apoiado pelo governador, e por isso vou procurar criar as situações”.

“Minha candidatura depende do povo da Bahia e eu quero ser governador”.

A verdade é que Marcelo Nilo conhece muito bem a arte da politica e a cada minuto conquista um aliado.

Para uns, a pré-candidatura agora é para forçar a barra em tentar conseguir uma vaga na chapa majoritária, que por sinal está bastante concorrida, como por exemplo, uma tentativa à vice ou ao senado, ou em último caso garantir uma nova eleição para deputado e em um acordo manter-se na presidência da ALBA como vem fazendo. Outros já afirmam que Marcelo Nilo vai tentar ir para o segundo turno e lá poderá compor alianças, o que poderá conseguir a sua eleição.

O fato é que ele está firme, arrojado, carismático, e ao contrário de muitos políticos arrogantes,ele dá atenção à imprensa, o que lhe permite uma visibilidade maior, além de não medir esforços para conseguir o que quer.

Amigo íntimo e leal ao governador, é muito simpático e inteligente, queiram ou não, será uma dor de cabeça para Jaques Wagner e o grupo aliado encontrar um candidato de consenso e que por sinal, acomodar este entrevistado que já tem bagagem de sobra na politica.

A entrevista foi realizada no último dia 23 de maio em Itaguaçu da Bahia em uma conversa que durou quase uma hora.

Reportagem João Néris DRT 4145/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*