Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !







CATOLÂNDIA SERÁ UMA DAS PRIMEIRAS CIDADES DA REGIÃO A USAR A URNA BIOMÉTRICA, NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

Publicado em: 15/4/2013

catoalndia
Nas eleições gerais de 2014, cerca de 23,7 milhões de eleitores de todos os 26 Estados do país e do Distrito Federal poderão ser identificados pelas impressões digitais. Até maio do ano que vem, a Justiça Eleitoral, por meio do Programa de Identificação Biométrica do Eleitor – desenvolvido com o intuito de garantir ainda mais segurança às eleições brasileiras –, realizará o chamado recadastramento biométrico com mais 16 milhões de eleitores.

Para atingir essa meta, a Corregedoria-Geral Eleitoral já publicou 17 provimentos autorizando a realização do recadastramento biométrico em mais de 450 municípios – incluindo 10 capitais –, atingindo, num primeiro momento, cerca de 14,4 milhões de eleitores.

Na Região Oeste da Bahia, até o momento,apenas o município de Catolândia vai usar a nova tecnologia.
pimnetel_copy
Para o prefeito do Município Gilvan Pimentel, esta é uma grande conquista. “Será para nós Catolândenses, motivo de muito orgulho. Um município tão pequeno, se comparado ao demais da região; participar da próxima eleição, usando este novo sistema. O que sem dúvida vai ser um processo mais fácil,mais seguro, e mais ágil para o eleitor. Um marco histórico, fico feliz em saber que nosso município esta dentro do processo da inclusão digital”. Disse o Prefeito.

Esta é a terceira fase do Programa de Identificação Biométrica do Eleitor, um dos três grandes projetos da gestão da presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia, assim como o Processo Judicial Eletrônico (PJE) e as próprias eleições gerais de 2014. Até o momento, mais de 7,7 milhões de eleitores já estão recadastrados e puderam ser identificados pelas digitais no pleito de 2012. Por meio dessa tecnologia, o mesário identifica o eleitor após comparar as impressões digitais deste com as digitais previamente cadastradas no banco de dados da Justiça Eleitoral e inseridas na urna eletrônica.

Além de praticamente eliminar a intervenção humana nessa etapa, uma outra grande vantagem da tecnologia da biometria é impedir que uma pessoa tente se passar por outra no momento da identificação, já que cada ser humano possui impressões digitais únicas.

Kits biométricos

A Justiça Eleitoral conta hoje com cerca de 4 mil kits biométricos para atender a todos os Estados que farão o recadastramento. Cada kit é composto de dispositivo de capturas de fotos, scanner para captura de digitais, maleta de transporte e cenário (mini-estúdio fotográfico com assento).

Vale lembrar que com apenas um kit biométrico o servidor da Justiça Eleitoral treinado para fazer o recadastramento consegue cadastrar, em média, 25 a 30 eleitores por dia. Novos municípios ainda podem aderir ao Programa de Identificação Biométrica do Eleitor com foco nas eleições de 2014.

Fonte: Jornalismo Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*