Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









BARREIRAS: JORNADA PEDAGÓGICA INICIA COM A PROPOSTA DE CONSTRUIR UMA ESCOLA PARTICIPATIVA

Publicado em: 26/2/2013

JORNADA 2Aberta na manhã de terça-feira, 26, a Jornada Pedagógica 2013 reúne até sexta-feira, mais de mil profissionais lotados na Secretaria Municipal de Educação. Durante toda a semana eles discutem propostas curriculares para serem aplicadas no decorrer do ano letivo. O tema do evento – Construindo a Escola da Gente – tem por meta a busca da inclusão social de cidadãos em idade escolar tanto nos espaços formais, quanto nos não formais.

“Esperamos que nestes cinco núcleos de discussões montados nas escolas e em duas faculdades de Barreiras, nossos profissionais sejam agentes de transformação, que dialoguem e juntos, construam, de fato, uma escola mais humana e participativa”, disse o secretário de Educação, Cosme de Carvalho. Foi dele a iniciativa em convidar a doutora em Administração Educacional pela Universidade de São Paulo (USP), Iria Brzezinski para falar sobre a formação do profissional, durante a abertura dos trabalhos.

Iria Brzezinski veio a Barreiras a convite da UNEB e, espontaneamente aceitou ao convite de dialogar com os profissionais da rede municipal de ensino. Para ela, o professor deve cumprir o papel de participar ativamente do processo educacional. “O professor não deve se omitir de agir, ele só deixa de fazer quando o obstáculo é externo. O sujeito aprendente não é só o aluno. Todos devem estar envolvidos com a formação contínua. Isto é o processo de ensinagem”, explica.

Para ela, é fundamental uma gestão atuante para que a resposta dos profissionais também seja positiva. “Aqui mesmo hoje percebemos que isso ocorreu. Eram esperados 300 profissionais (o evento foi no auditório da Unyahna destinado a professores do Ensino Fundamental), mas a gente vê que tem um numero muito maior de profissionais, isso demonstra que o professor quer aprender, porque lhe foi oferecido este espaço de diálogo e de respeito”.

Núcleos de trabalho – Até sexta-feira, os professores municipais, com a cooperação de coordenadores de ensino, discutem as propostas curriculares em cinco locais específicos, de acordo com as áreas de atuação. Educação Infantil (auditório do CETEP). Educação Fundamental I (1º ao 5º ano – auditório CEAG). Educação de Jovens e Adultos – EJA (UFBA). Educação do Campo e Educação Especial (Escola Costa Borges) e Ensino Fundamental II ( Unyhana).

Fonte:Mural do Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*