Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



BANCADA DO PT DECIDE JUDICIALIZAR REELEIÇÃO;ZÉ NETO QUER “DEMOVER”PARTIDO

Publicado em: 05/2/2015
Bancada do PT decide judicializar reeleição; Zé Neto quer 'demover' partido

Foto: Bahia Notícias
Como previsto pelo deputado Rosemberg Pinto (PT), a reeleição do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PDT), que assume o cargo pela quinta vez consecutiva, será alvo de ação judicial movida por seu partido, segundo o presidente estadual da sigla, Everaldo da Anunciação. “Tive ontem uma reunião com a bancada, que ratificou pela decisão de questionar a reeleição na Casa. Encaminhamos a questão para a assessoria jurídica da bancada para elaborar a peça ou as peças, enfim, para ingresso judicial. A partir que estejam prontas, vamos apresentar à direção [do partido]”, explicou o dirigente. Apesar de defender o “direito constitucional” dos petistas de contestar o regime de reeleição da Casa, e consequentemente, a nova candidatura de Nilo, ele espera que a política permeie “a cabeça dos dirigentes de partido” na Assembleia, de forma a não afetar a “participação política”. Everaldo nega, porém, temer que a divergência, encampada apenas pela sigla, gere um isolamento do PT na AL-BA – os membros da base aderiram ao novo velho presidente, que já declarou que pode romper com a agremiação
Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

“Não [há possibilidade de isolamento], até porque não há manifestação contrária aos partidos, o que há é um debate sobre a tese da reeleição. O PT, na história de sua trajetória política, tem condenado essa prática e defende a alternância, a rotatividade”, disse o líder da legenda. Enquanto seu partido luta pela causa, o líder do governo na Casa, Zé Neto (PT), tenta apaziguar os ânimos e impedir a judicialização do caso. “Vou trabalhar até o último momento para demover o partido, até porque a disputa é mais interna, por conta da regra na Casa que pode ter uma interpretação que dá margem a uma discussão judicial. Estamos escolhendo as comissões, as lideranças e as vice-lideranças, então vou conversar com o PT para que a gente consiga ver outro diálogo e resolver o problema”, afirmou ele, que voltou a assumir a função de “bombeiro” da situação. O parlamentar defende esperar o período de composição das comissões e vice-lideranças e “refrescar a disputa” antes de decidir mover de fato o processo, porque o resultado “pode não ser bom”. “Estou conversando com Sandro Régis [DEM, líder da oposição], que graças a Deus mostrou equilíbrio e entendimento. É hora de arrumar o jogo, não de ficar brigando por isso ou por aquilo. Esperamos até sexta-feira estar com tudo isso pronto, bom pra todas as partes”, explicou. Segundo Zé Neto, até o momento, a expectativa aponta para a entrega de três das sete comissões ordinárias à oposição e pouca mudança nos colegiados.

Bahia Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*