Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









BAHIA MANTÉM MÉDIA DE INVESTIMENTOS NA ÁREA DE SAÚDE EM 2013

Publicado em: 21/8/2013

1151012_662156523794857_303130422_n1151012_662156523794857_303130422_n

O Relatório de Gestão da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), relativo ao primeiro quadrimestre de 2013, mostra que, entre os meses de janeiro e abril, foram aplicados recursos de R$ 1,055 bilhão na área. Apresentado pelo secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, durante a 14ª Reunião Extraordinária do Conselho de Saúde da Bahia (CES), realizada na Assembleia Legislativa da Bahia na tarde desta terça-feira (20), o balanço destaca investimentos na ampliação do acesso à saúde, construção de novos hospitais, qualificação profissional, dentre outras ações voltadas para a melhoria dos atendimentos prestados à população.

Nos últimos seis anos, o total de recursos financeiros destinados à Saúde no estado ultrapassa os R$ 18 bilhões. Segundo Solla, os números demonstram que a Bahia mantém a média de investimentos registrados nos balanços anteriores. Por lei, os estados devem destinar à Saúde 12% dos recursos próprios provenientes de impostos. “Apesar de todas as dificuldades de arrecadação, 2013 é mais um ano em que a Bahia vai cumprir a aplicação de recursos na área saúde superior ao mínimo estabelecido e isso é fundamental porque a rede cresceu, se expandiu”.

Até o fim do ano a rede estadual alcançará mil postos de saúde. Desde 2007, foram inaugurados 1.300 novos leitos hospitalares com cinco novos hospitais entregues. A rede pública contará também com novas unidades. Prevista para o primeiro semestre de 2014, a inauguração do Hospital Geral do Estado (HGE 2) será a primeira ampliação da unidade em 20 anos.

Mais entregas

Além de reformas e ampliações em unidades de todo o estado, serão entregues ainda os novos hospitais da Chapada, em Seabra, e São Jorge, em Salvador. Também na capital, o novo Hospital Couto Maia será o segundo do estado administrado por meio de Parceria Público-Privada (PPP), modelo adotado pelo Hospital do Subúrbio.

Serviços de urgência e emergência seguem sendo ampliados

No total, a rede hospitalar estadual de média e alta complexidade conta com 53 unidades, sendo 41 hospitais, seis unidades de emergência e seis centros de referência. Em 2013, o número de atendimentos realizados na rede própria é de mais de 70 mil. Os serviços de urgência e emergência seguem sendo ampliados com novas unidades de pronto atendimento (UPAs), sendo 16 em funcionamento. Presente em 256 municípios, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) atende em 19 regiões de saúde do Estado.

Os investimentos em expansão e melhoria contemplam ainda a recuperação e reforma das emergências dos hospitais gerais de Camaçari, Vitória da Conquista, Luiz Viana Filho, em Ilhéus e, em Salvador, do Roberto Santos. Também está sendo ampliada e reformada a sala de espera da emergência do HGE, na capital. Além disso, as unidades de emergência de Plataforma e Pirajá estão recebendo melhorias.

Na atenção básica, o relatório contabiliza em mais de cinco mil o número de equipes de saúde da família, saúde bucal e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf), que tiveram seis unidades implantadas. A Política Estadual de Atenção Básica já cobre cerca de 64% da população baiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*