Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !



ARTHUR MAIA,LÍDER DO SOLIDARIEDADE, DEFENDE LIMITES DE GASTOS DE CAMPANHA

Publicado em: 10/3/2015

IMG-20150310-WA0057

O líder do Solidariedade, deputado federal Arthur Maia (BA), defendeu, nesta terça-feira, 10, a adoção de teto para gastos de campanha eleitoral. O parlamentar participou de audiência pública da Comissão Especial da Reforma Política, que recebeu hoje o vice-procurador eleitoral, Eugênio de Aragão. Para Arthur Maia, há um consenso sobre a redução do custo das campanhas eleitorais. “Temos que estabelecer um teto para o financiamento de campanha. Não é possível que o céu seja o limite. O uso do dinheiro na campanha eleitoral causa desequilíbrio, portanto a origem tem pouco significado. Não é condizente com a democracia, por exemplo, que uma pessoa rica gaste de maneira ilimitada na sua campanha. Mesmo que o candidato consiga arrecadar R$200 milhões de reais, ele não pode aplicar tudo na corrida eleitoral. Não importa se o dinheiro é dele ou se vem de terceiros”, opinou.

 

Arthur Maia também defendeu a necessidade de criar mecanismos de combate ao caixa 2 mais eficientes. “Não creio que o caixa 2 esteja na propaganda visual, no que é material, visível da campanha. O caixa 2 acontece no subterfúgio da compra de voto lá na base, no dinheiro que é dado para o cabo eleitoral, para o vereador, na distribuição comezinha por debaixo do pano, feita da maneira mais sórdida na calada da noite. É este caixa 2 que tem que ser combatido. Infelizmente, ainda não temos a fórmula”, observou o deputado.  Para ele, a limitação do gasto na campanha já seria um grande avanço. “Se estabelecermos um limite, já seria possível conviver com as doações privadas”, disse. 

 

A comissão da reforma política foi criada em fevereiro pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para propor mudanças no sistema eleitoral e partidário. Ela analisa as PECs 344/13, 352/13 e outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*