Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !









Após ‘disputa’ que o levou a deixar PT, Ângelo Almeida garante relação tranquila com Zé Neto

Publicado em: 05/1/2017

por Rebeca Menezes

Após ‘disputa’ que o levou a deixar PT, Ângelo Almeida garante relação tranquila com Zé Neto

Foto: Reprodução / Facebook
O recém-empossado deputado estadual Ângelo Almeida (PSB), 52 anos, tem uma longa história na política e é a experiência que deve ajuda-lo a enfrentar uma situação inusitada. Foi uma disputa interna com o agora colega Zé Neto (PT), em Feira de Santana, que o fez deixar o Partido dos Trabalhadores em 2014, depois de passar oito anos e meio na legenda. Como membro da bancada do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), porém, Almeida terá Neto como líder. “Tínhamos passado um processo de disputa interna que chegou a ser um pouco dura com o deputado Zé Neto. Como não tenho a intenção de sair da minha cidade, decidi procurar um partido que de alguma forma tem muita coisa a ver, inclusive no discurso ideológico, com o PT”, explicou ao Bahia Notícias. Mesmo com a transferência, Almeida reforçou em seu discurso de posse a participação do PSB na administração de Rui Costa e garante que não há entraves em sua relação com o líder do governo. “Já está superado. A gente tem uma relação pessoal muito tranquila. Politicamente nós tínhamos divergências, mas eu sempre o respeitei e ele sempre me respeitou. Eu espero contribuir com ele e com o governo”, afirmou. A questão não parece incomodar Almeida, que começou a se envolver com a política aos 25 anos. Após se formar em Odontologia na Universidade Federal da Bahia (Ufba), ele voltou a Feira de Santana, onde foi incentivado principalmente pelo pai Tatai, ex-vereador da cidade. Participou de seu primeiro pleito em 2004, pelo PDT, como vereador. Mais votado da sigla, não conseguiu o coeficiente para chegar à Câmara. Migrou para o PT em 2007 e, no ano seguinte, conseguiu chegar à Câmara Municipal. Em 2010, disputou uma vaga na AL-BA e ficou como suplente, assim como 2014. Em 2016, foi candidato a prefeito em Feira. No dia 2 de janeiro deste ano, finalmente conseguiu seu próprio gabinete, como suplente do secretário de Agricultura Vitor Bonfim (PDT). O socialista se orgulha de sua trajetória e do reconhecimento que recebeu pelo seu trabalho. “Mesmo sendo da oposição, fui escolhido por três vezes pela imprensa como o melhor vereador da cidade. Fazer oposição ao poder hegemônico não é fácil, mas consegui me destacar no meu mandato. Agora, me preparo para fazer um trabalho a nível estadual. Vou colocar toda essa experiência na vida pública, a minha passagem pela Câmara, em meu trabalho na Assembleia. Quero fazer parte desse coletivo, que apoia nosso governador, e desenvolver um bom trabalho para a população baiana, especialmente para a minha cidade”, explicitou. Para os próximos anos, Almeida espera desenvolver um trabalho “plural, aberto ao diálogo com diversos setores” e que discuta “as carências e necessidade do povo da Bahia”. Mesmo assim, o deputado deve voltar sua atenção para alguns assuntos específicos. “Eu tenho formação na área de saúde e uma vontade muito grande em contribuir com o governo do estado nesse setor. Espero trabalhar com questões voltadas aos Direitos Humanos, para crianças e adolescentes e lutar por melhores políticas públicas para pessoas com necessidade especiais. Precisamos criar ferramentas para ampliar o cuidado dos profissionais, para que possam se engajar no auxílio a autistas e síndrome de Down. Fiquei encantado com o trabalho do governador nessa área. Acho que vou me dedicar também à discussão dessa área”, avaliou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*