Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !







Acusado de ameaçar adversário, prefeito de Milagres alega ser vítima de armação

Publicado em: 27/7/2020
Acusado de ameaçar adversário, prefeito de Milagres alega ser vítima de armação

Foto: Reprodução/ Facebook

O prefeito de Milagres, Cézar de Adério (PP), alega ter sido vítima de armação no episódio em que é acusado de ameaçar de morte um pré-candidato a vereador da cidade, Jeferson Andrade, e sua esposa, Jerusa (lembre aqui). Ele também nega que um de seus seguranças tenha dado disparo de arma de fogo – o barulho, contido em vídeos divulgados nas redes sociais seria de bombas, segundo o gestor. O caso ocorreu na noite de sábado (25).

 

Em nota enviada ao Bahia Notícias, o gestor traz versão contrária ao que publicou Jeferson Andrade, o pré-candidato, nas redes sociais. Cézar relatou que estava transitando pela Avenida Santo Antônio na noite de sábado, onde reside, quando foi surpreendido com “gritos de ofensa” e parou o carro.

 

“Foi onde Jerusa começou a me ofender com palavras de baixo calão, acabamos discutindo. Houve estouros de bombas, fiquei surpreso sem entender o que estava ocorrendo. Após isso, fui embora. No dia seguinte, tomei conhecimento através das redes sociais que tinha caído em uma armação política com um cenário armado para denegrir [SIC] minha imagem, porque em momento algum desci do carro e nem houve uso de arma de fogo como estão acusando. Foi uma cena totalmente orquestrada com bombas, filmagens”, conta na nota. 

 

O prefeito diz ainda que o casal Jeferson e Jerusa possuem “histórico de armações no município”. Segundo ele, a mulher é funcionária pública do ex-prefeito Raimundo Silva, o Galego, adversário político dele.

 

“O casal terá que provar na justiça as acusações que estão promovendo a meu respeito, salientando que Jeferson Braga é pré-candidato a vereador do município e que responde a várias ações no crime e no cível [SIC] por difamação e injúria sobre minha pessoa. O mesmo casal já praticou essa ação com outros políticos de situação do município”, segue a nota. 

 

“O casal já tem um histórico de armações no município. Jerusa já participou de uma armação feita com o seu namorado, onde forjou uma tentativa de homicídio em uma briga de trânsito, levando a situação até o seu local de trabalho no Posto e Hotel Elite. Outra situação foi com um comerciante local, chamado Judival, onde ela forjou uma agressão feita pelo comerciante. Jerusa foi até o seu comércio e deu um tapa na cara do mesmo e saiu gritando pedindo socorro, como se tivesse sido agredida”, aponta o relato. 

 

Ao Bahia Notícias, a assessoria de comunicação da Polícia Militar informou que homens do 11º BPM foram acionados através de denúncia, para atender uma ocorrência de ameaça na Avenida Santo Antônio, Centro de Milagres, por volta das 00h, de domingo (26)

 

“Quando chegaram ao local os militares, com apoio da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE)/ Chapada e Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Chapada, fizeram rondas na tentativa de identificar os envolvidos, mas ninguém foi encontrado”, afirma a PM.

 

Ainda de acordo com a corporação, a guarnição orientou que a vítima registrasse denúncia de ameaça na delegacia da cidade. Jeferson relatou à reportagem que não fez o boletim de ocorrência porque a Polícia Civil da cidade seria ligada ao prefeito. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*