Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

EURES DIZ QUE ”FIM DAS CORDAS NO LAPA FOLIA REPRESENTA MAIS INCLUSÃO E MENOS VIOLÊNCIA”

Publicado em: 31/1/2018

lapa 2018

A retirada das cordas do circuito durante o pré-carnaval deste ano em Bom Jesus da Lapa representa uma decisão sem volta, com mais inclusão e com menos violência, defendeu nesta segunda (30) o prefeito Eures Ribeiro(PSD) em entrevista ao programa apresentado pelo jornalista Aílton Alegria da Rádio Bom Jesus AM. “As cordas eram que geravam a violência no carnaval de Bom Jesus da Lapa. Nenhuma exclusão é positiva, quando você exclui as pessoas menos favorecidas das periferias, consequentemente você gera mais violência. Então, ficou de exemplo. O fim das cordas no carnaval de Bom Jesus da Lapa simbolizou menos violência no carnaval”, destacou.

Eures fez referência a opinião de algumas  pessoas que, segundo ele, se tirassem as cordas iria gerar mais violência. “Foi uma grande sensação do carnaval, foi a segurança. Passaram uma imagem para a população que quando tirasse as cordas e colocasse todo mundo de forma igual ia ter muita violência, ia ter muita briga. Passaram uma imagem equivocada que as pessoas mais simples são mais violentas, e quebraram a cara”, disse.

O gestor reconheceu o trabalho preventivo promovido pelas Polícias Militar e Civil, que começaram com a Operação do Carnaval em paz bem antes do evento, e também a atuação da Guarda Municipal nos cinco dias de evento e o apoio do governador do Estado, Rui Costa. “Quero aqui parabenizar a Polícia Militar, Major Normanha, a Policia Civil, a Guarda Municipal que brilhou, foi muito positivo. Agradecer o comandante da Polícia, o Governador Rui Costa, que eu liguei para ele, e até um helicóptero ele mandou antes. A polícia fez um trabalho desde antes do carnaval, várias bocas de tráficos foram fechadas, várias prisões foram feitas antes do carnaval. Desde antes do carnaval a polícia já tinha feito um trabalho preventivo para garantir que o carnaval fosse de paz, harmonia e segurança. Quero reconhecer em público o trabalho da polícia”, lembrou.

Eures repudiou as ações de algumas pessoas que saíram divulgando vídeos de imagens de violência, dizendo que tinha sido no Lapa Folia 2018. “Quero repudiar  de público as ações de algumas pessoas que saíram postando vídeos de outras cidades, querendo confundir a população de Bom Jesus da Lapa, querendo mostrar que aquelas brigas, aquelas violências eram no município de Bom Jesus da Lapa, tentando confundir a opinião pública, querendo mostrar que foi um carnaval de violência. Ficou todo mundo sabendo que foi um carnaval de muita paz, de muita harmonia e muita tranquilidade em Bom Jesus da Lapa”, frisou.

Finalizando a avaliação do Lapa Folia 2018, Ribeiro disse que em 2019 o Pré-Carnaval vai ser em outro local, que o percurso atual é improvisado e a decisão de tirar as cordas do circuito do Lapa Folia representa uma decisão sem volta. “Ano que vem nos vamos mudar o percurso, que é uma outra área, uma área que ofereça condições. Ali é muito improvisado, e a gente precisa refletir. O fim das cordas é um decreto que não vai voltar atrás, o ano que vem o carnaval será novamente sem corda, porque foi aprovado pela população. Eu tive o prazer de pular no meio do povo sem corda e não aconteceu nada comigo. Fui no meio do povo sem segurança, pulei, brinquei e realmente ficou comprovado que funciona tudo certo. Um carnaval sem exclusão, as pessoas não precisaram fazer nada de errado, porque as pessoas mesmo sem dinheiro elas foram e se divertiram”, pontuou.

o Pré-Carnaval 2018 de Bom Jesus da Lapa aconteceu de 24 a 28 de janeiro, e teve como atrações  Duas Medidas, João Neto e Frederico, Fernanda Portilho, Guig Ghetto, Igor Kannário, Toinho e Cia, Katê, Cheiro de Amor, Os Bambaz, Rode Torres e ainda os blocos Empurra a Caixa, puxados pela Banda Saiddy Bamba, Bloco da Secretaria de Saúde, 100% Normal, animado pelo cantor Thiago Mendes; Axé Retrô, com a Banda Afro Pop, Bloco Seu Daniel, puxado por Betão do Abadaba, Bloco Pirraça, com Lord Black, Bloco A Turma do Cebolinha, animado por Ravena Morais, Bloco Vaidoso da Secretaria de Assistência Social, agitado por Felipe Costa, Bloco Molecada, com Fernando Portilho e Bloco Axé Retrô, puxado por Márcia Freire, fizeram um “mix” de sucessos na Avenida.

Teve também o circuito cultural o “Meu Senhor e minha Senhora” com as atrações de Leila Chocolate, Marchinhas, Eli Pinto, Rock e Carnaval das Antigas. Além das atrações públicas, nos camarotes, grandes nomes da música brasileira como Gustavo Lima, Bell Marques, Rode Torres, Donas do Bar e Djs, Trio da Huanna, Papazoni, Dj Rafa Gouvêia, Mulherada Butequeira e Dj Samira Lima se apresentaram.

 

Fonte>Notícias da Lapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*