Bem Vindo ao Correio do Oeste - 6 Anos Alimentando Você com Informações Políticas !

‘COTA’ DE 30% DO FUNDO ELEITORAL PARA MULHERES SERÁ CUMPRIDA NA BA, GARANTEM PT, PSD e DEM

Publicado em: 10/8/2018

por Jade Coelho

‘Cota’ de 30% do Fundo Eleitoral para mulheres será cumprida na BA, garantem PT, PSD e DEM

Fotos: Bahia Notícias

Os três partidos com mais representantes no legislativo na Bahia, PT, PSD e DEM, garantiram que destinarão 30% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), para a propaganda eleitoral de candidaturas femininas nas Eleições 2018.

 

Desde o mês de maio, com a aprovação do texto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os partidos políticos não podem diferenciar candidatos homens e mulheres na distribuição dos recursos, e devem, obrigatoriamente, destinar ao menos 30% do capital do chamado Fundo Eleitoral para a candidatura de mulheres.

 

O deputado federal e presidente do DEM na Bahia, José Carlos Aleluia, assegurou que a destinação de recursos será feita pelo partido. “O partido tem várias mulheres candidatas, inclusive a vice-governadora [candidata Mônica Bahia]. Não há dificuldade para atender isso não”, garantiu – atualmente o partido não possui nenhuma mulher com mandato na Câmara ou na Assembleia Legislativa. “Nossa chapa tem pluralidade e representatividade”, defendeu e alfinetou a oposição. De acordo com o deputado, “a chapa dos opositores é formada por homens brancos, inclusive expulsaram a única mulher que seria da chapa”, se referindo à exclusão de Lídice da Mata da majoritária do PT.    

 

Na presidência do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar defendeu a medida do TSE e afirmou que acredita que a mudança vai estimular o aumento no número de mulheres ocupando cadeiras no legislativo. “Acho válida [a emenda], até para que os partidos possam desenvolver, não só na eleição, mas no período pré-eleitoral, reuniões e debates sobre a representatividade e o empoderamento da mulher”, disse.  Otto garantiu que o PSD terá um grande número de mulheres concorrendo nessas eleições.

 

O PT afirmou que a representatividade e apoio às mulheres é uma bandeira da legenda, e que cumprirá “o que diz a legislação, dos 30%, e vamos aplicar integralmente os recursos nas candidaturas femininas”. Presidente no partido no âmbito estadual, Everaldo Anunciação, defendeu que “a medida estimula e alavanca a presença da mulher e cria uma condição concreta e real de participação na política e nas eleições”. Anunciação disse ainda que apesar de a chapa majoritária do PT nas eleições deste ano não contar com participação feminina, há um número expressivo de candidatas a cadeiras na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa.  “Aqui da Bahia vamos investir nas candidaturas de deputadas federais e estaduais porque nós não temos mulheres na majoritária”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*